Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Covid-19: EUA e China superam marca de 10 milhões de vacinas aplicadas

China e Estados Unidos, as duas maiores potências econômicas mundiais, foram os primeiros países a atingir a marca de 10 milhões de vacinas contra Covid-19 aplicadas, aponta levantamento do projeto “Our World In Data”, ligado à Universidade de Oxford.

Até esta quarta (13), no total, quase 30 milhões de doses de vacinas foram aplicadas no mundo todo. Dessas, 10,28 milhões foram administradas nos EUA, enquanto 10 milhões de doses foram aplicadas na China.

O ranking de vacinação contra Covid-19 em número absoluto de doses aplicadas tem o Reino Unido (3,07 milhões) em terceiro lugar, seguido de Israel (2,99 milhões) e Emirados Árabes Unidos (1,39 milhão). O top 10 é completado por Itália (800,7 mil), Rússia (800 mil), Alemanha (758 mil), Espanha (581mil) e Canadá (388 mil).

Levando em conta a proporção de doses aplicadas a cada 100 habitantes, Israel lidera o ranking por uma grande margem. O objetivo é vacinar o grupo de risco até o final do mês de janeiro, uma meta ambiciosa que pode ser atingida pelo país que já aplicou 23 doses de vacina contra Covid-19 para cada 100 habitantes. No ranking proporcional, o top 3 é completado por Emirados Árabes Unidos (14,1 doses/100 habitantes) e Bahrein (5,75), seguidos por Reino Unido (4,52) e Estados Unidos (3,11).

Ranking de pessoas totalmente imunizadas contra Covid-19

Vale lembrar que o número de pessoas vacinadas pode diferir do total de doses aplicadas, pois alguns países estão aplicando a segunda dose dos imunizantes, enquanto outros ainda só aplicaram a primeira.

Segundo o levantamento do “Our Word In Data”, mais de 730 mil pessoas já receberam as duas doses das vacinas, o que representa 0,01% da população global. Neste ranking, em números absolutos, os líderes são Reino Unido (428 mil), Emirados Árabes Unidos (250 mil) e Israel (53 mil).

Os mesmos países também lideram em relação à proporção de habitantes totalmente imunizados, entretanto, as posições se invertem: Emirados Árabes Unidos (2,53%), Israel (1,21%) e Reino Unido (0,63%).

Vacinação contra Covid-19 no Brasil

Dois pedidos de uso emergencial de vacinas contra Covid-19 estão em análise pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que tomará a decisão sobre a aprovação neste domingo (17) em evento transmitido ao vivo.

Os pedidos são para a autorização da CoronaVac, imunizante da Sinovac fabricado pelo Instituto Butantan no Brasil, e da vacina de Oxford, desenvolvida pela Univerdade de Oxford em parceria com a AstraZeneca e de responsabilidade da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) no país.

A expectativa é que pelo menos uma das vacinas tenha o uso emergencial aprovado pela Anvisa, para que o Plano Nacional de Imunização contra Covid-19 seja colocado em prática ainda no mês de janeiro no Brasil.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.