Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Covid-19: Anvisa aprova uso emergencial da vacina da Janssen (Johnson & Johnson)

O uso emergencial da vacina da Janssen contra Covid-19 foi aprovado nesta quarta (31) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O imunizante de dose única desenvolvido pela empresa do grupo Johnson & Johnson foi aprovado por unanimidade, com os quatro diretores e o presidente da Anvisa favoráveis ao pedido.

“Os milhares de mortos anunciados a cada dia no Brasil, quase 2 mortes por minuto, evidenciam um ambiente de terror. É o que apavora a população brasileira. Então cada não e cada sim dessa Agência é sempre um sopro de esperança quando uma vacina é oferecida a população brasileira. Então considerando que as vacinas são a forma mais eficaz de prevenir doenças, eu acompanho a relatora”, disse o diretor Alex Campos ao dar o seu voto.

Os votantes destacaram os ‘ótimos resultados’ da vacina da Janssen em pessoas acima de 18 anos e o fato de o imunizante já ter sido aprovado em outros países, como os Estados Unidos.

“Precisamos de vacina que gera anticorpo que seja neutralizante e funcional e nesse caso observamos que temos dados de imunogenicidade importantes e significativos”, disse o gerente geral de Medicamentos, Gustavo Mendes.

O governo federal comprou 38 milhões de doses, a US$ 10 cada, da vacina da Janssen contra Covid-19 para integrar o Programa Nacional de Imunização. As entregas estão previstas para começarem a partir do terceiro trimestre.

Diferenciais da vacina da Janssen contra Covid-19

A vacina da Janssen, diferente dos imunizantes contra Covid-19 já aprovados no Brasil, funciona com uma única dose, o que facilita a logística de distribuição e acelera o ritmo da vacinação.

Segundo a Agência de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos Estados Unidos, o imunizante é eficaz contra a variante sul-africana do coronavírus. A Janssen também testou a vacina contra a variante brasileira e a eficácia contra casos graves de Covid-19 foi de 87%.

A vacina da Janssen pode ser armazenada em geladeira comum (de 2°C a 8°C) por até 3 meses, o que também facilita a distribuição do imunizante.

A expectativa é que a Janssen fabrique 1 bilhão de doses do imunizante até o final do ano. Além dos EUA e do Brasil, a União Europeia, o Reino Unido, o Canadá e a iniciativa Covax encomendaram doses da vacina da Janssen contra Covid-19.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.