Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Conversão de gás veicular cresce com altas seguidas do combustível

Com os constantes aumentos do preço da gasolina no país, cresce o número de motoristas brasileiros que estão optando por realizar a conversão com gás natural veicular. Inclusive, este mais do que dobrou nos primeiros meses do ano, além de superar o volume de conversões ao longo de todo ano anterior.

De acordo com os dados da Secretaria Nacional de Trânsito, foram registradas 150.118 conversões automotivas entre janeiro e agosto de 2021. Comparado ao mesmo período em 2020, o crescimento já é de 106,3%, período em que aconteceu 72.757 transformações.

Competição entre os combustíveis poderia ser o motivo da alta do gás veicular

Segundo a Companhia de Gás de São Paulo, a competitividade está aumentando em relação aos demais combustíveis e o principal motivo seria o aumento das instalações do “Kit gás veicular” e que tem custado em média de R$ 4 a 5 mil.

Os últimos dados coletados junto à Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, o preço médio nos postos pelo litro da gasolina já aumentou 35,9% somente em 2021, saltando de R$ 4,48 para R$ 6,092. E os dados de variação do etanol são ainda maiores, atualmente em 48,3%.

Esta tendência de alta também atinge o gás veicular, com uma valorização de 33,9% para cada metro do combustível que é comercializado, fechando o mês de setembro cotado em R$ 4,138, contra o valor médio de dezembro de 2020 que era R$ 3,09.

GNV sempre foi uma opção boa

A opção do gás natural veicular sempre foi muito boa, porém virou a melhor alternativa para quem está buscando economizar por conta do aumento considerável do preço do combustível, o que tem dificultado principalmente as atividades dos motoristas de aplicativos.

A grande vantagem leva em conta que um carro popular percorre em média 14,1 km com 1 metro cúbico de GNV, contra 7 km de um litro de etanol e 10 km com a mesma quantidade ao abastecer com gasolina.

A aposta pelo gás veicular resulta em uma economia que passa dos 50% e para os motoristas, o acúmulo chega a 80 km por dia, o que facilita na conta dos lucros ao final do dia.

Motoristas tendem a ter mais cuidado ao abastecer

Uma tendência para o futuro é que agora os motoristas irão ter mais atenção no momento de abastecer o combustível. Somente o gás natural veicular rende o dobro de quem aposta no etanol, de acordo com os dados analisados pela Comgás, ainda mais quando se refere ao kit gás que tem se popularizado.

Ainda segundo as estimativas da Naturgy, que vai com base nos preços médios dos combustíveis no país, o valor leva em conta que para abastecer com etanol ao longo do mês é necessário gastar R$ 1,685,71, contra R$ 1.522,50 da gasolina e quando pensamos na opção de gás natural veicular, os gastos ao longo do mês são de R$ 739,29, segundo as estimativas. 

Avalie o Texto.

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.