Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Caixa inicia a distribuição de lucros do FGTS; Veja como receber

A Caixa Econômica Federal começou a realizar os depósitos de lucros do FGTS e que devem acontecer até o dia 31 de agosto. Para que os lucros começassem a ser redistribuídos com as contas dos trabalhadores, o Conselho Curador do Fundo precisou realizar a aprovação, autorizando o repasse de até 96% dos lucros em 2020.

A rentabilidade do fundo atingiu 4,92% no último ano, que significa que ficou acima da inflação registrada em 2020, fechada em 4,52% no acumulado dos últimos 12 meses. Os repasses dos lucros do FGTS são de direito de qualquer brasileiro com saldo ativo no Fundo de Garantia. Nessa questão o único requisito era ter saldo até 31 de dezembro de 2020.

Quantia estimada para depósitos dos lucros do FGTS

A estimativa é de que pelo menos 191,2 milhões de contas ativas e inativas sejam contempladas. De acordo com o Conselho Curador do Fundo, para cada conta que tiver pelo menos R$ 1.000,00 em saldo, será acrescido R$ 18,63 como rendimento. O valor a ser recebido corresponde por 1,83% do saldo do trabalhador no fundo.

Nesta segunda-feira (23), a Caixa Econômica Federal começou a depositar os valores dos lucros para as contas. O Banco informou que os valores estão sendo pagos ao mesmo tempo para as contas ativas e também inativas.

A distribuição de lucros do FGTS não altera qualquer disponibilidade para os saques do fundo, que podem ser utilizados apenas em algumas situações específicas, como demissão por justa causa, aposentadoria ou casos de doença grave.

Casos em que se pode usar o lucro do Fundo de Garantia

Como já informado brevemente no parágrafo anterior, os lucros do FGTS só podem ser sacados em ocasiões específicas. Veja de acordo com a legislação quais são estes casos:

  • Demissão sem justa causa;

  • Aposentadoria;

  • Suspensão de trabalho avulso;

  • Falecimento do titular e que possibilita os herdeiros a realizarem o saque;

  • Demissão por algum motivo de causa maior;

  • Financiamento imobiliário;

  • Rescisão por prazo determinado;

  • Estar a pelo menos 3 anos consecutivos sem emprego formal e já ter tido a carteira assinada antes;

  • Saque-aniversário;

Muito se está comentando sobre sacar ou não os valores dos lucros distribuídos do FGTS neste momento no próximo aniversário. O que acontece é quem optar por essa opção, acaba perdendo o saque de uma futura demissão sem justa causa. O aconselhado é consultar a sua família ou cônjuge antes de tomar a decisão de sacar ou não os valores.

Acompanhe quando irá receber os valores do fundo

Para os trabalhadores que possuem direito, os valores são depositados em conta automaticamente, não sendo necessário uma ação para receber. Para realizar a consulta do saldo, o trabalhador apenas necessita checar através do app da Caixa, na função FGTS, onde terá o extrato atualizado do mês.

O rendimento do FGTS tem sido bastante comentado nos últimos anos, principalmente por estar rendendo mais do que o índice inflacionário e também porque ultrapassou até mesmo o rendimento da poupança.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.