Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio: Senador diz que está recebendo reclamações sobre bloqueios

De acordo com o Senador Alessandro Vieira, várias pessoas estariam pedindo ajuda por bloqueios no Auxílio Emergencial

Centenas de pessoas estão mandando mensagens para vários parlamentares para que eles tentem ajudar com a questão dos bloqueios no Auxílio Emergencial. Quem disse isso, por exemplo, foi o Senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE). De acordo com ele, são várias reclamações nesta mesma linha.

De acordo com a Alessandro, os protestos que ele está recebendo são do seu estado, que é Sergipe. No entanto, ele disse que acredita que isso está acontecendo em várias unidades da federação neste momento em uma mesma proporção. O parlamentar disse que vai cobrar explicações do Ministério da Cidadania.

Segundo o próprio Governo Federal, cerca de 2 milhões de brasileiros perderam o Auxílio Emergencial desde o início dos pagamentos este ano. A grande maioria desses cancelamentos aconteceu depois de análises do Dataprev e da Controladoria Geral da União (CGU). A ideia, de acordo com o Planalto, é tentar evitar fraudes a todo custo.

O Senador Alessandro Vieira enviou um ofício para o Ministério da Cidadania neste final de semana. De acordo com o parlamentar, a ideia é mesmo tirar algumas dúvidas sobre esta questão. Entre outras coisas, ele quer saber ao certo quantas pessoas perderam o seu benefício por cada estado da federação.

Até a publicação desta matéria, o Ministério da Cidadania não tinha respondido esse ofício. De qualquer forma, membros da pasta dizem com frequência que estes cancelamentos seriam necessários neste momento. Isso porque a ideia dessas análises seria justamente tentar evitar que fraudes sigam acontecendo.

Fraudes no Auxílio

De acordo com dados da própria CGU e do Tribunal de Contas da União (TCU), o Governo Federal gastou bilhões de reais com pagamentos indevidos no Auxílio Emergencial durante os repasse que aconteceram durante o ano passado.

Por isso, o Governo diz que vai tentar diminuir a margem para que essas fraudes não sigam acontecendo nesta nova fase do programa. Eles afirmam que as análises do Dataprev deverão seguir durante esta prorrogação do projeto.

Outra versão

Nas redes sociais, muita gente está discordando desta versão que o Governo Federal está dando. Essas pessoas estão alegando que o Dataprev estaria realizando cortes injustos no programa e apresentando justificativas irreais para isso.

Além disso, muita gente também reclama sobre a falta de possibilidade de contestação. De acordo com o próprio Dataprev, muita gente não pode fazer essa reclamação porque se trataria de um cancelamento definitivo

Programa do Governo

De acordo com informações do Ministério da Cidadania, cerca de 37 milhões de brasileiros recebem os valores do Auxílio Emergencial. São parcelas que variam entre R$ 150 e R$ 375 a depender das condições de cada um dos usuários.

Vale lembrar que o Governo Federal anunciou oficialmente a prorrogação do Auxílio Emergencial por mais três meses. Com isso, os pagamentos do programa, que iriam acontecer até julho, agora devem seguir até, pelo menos, o próximo mês de outubro.

Ainda de acordo com o Governo, as pessoas que estão recebendo esse dinheiro hoje, não irão precisar de um novo cadastro. Isso porque eles passarão para a prorrogação de maneira automática. Pelo menos esta é a ideia.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.