Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Auxílio Emergencial: Nascidos em julho podem sacar 7ª parcela

Segundo a Caixa Econômica Federal, trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em julho podem sacar hoje a última parcela do Auxílio Emergencial. A 7ª parcela foi depositada na conta poupança social dos beneficiários no dia 27 de outubro.

Além de realizar o saque, os beneficiários podem transferir os recursos para uma conta corrente. Antes da data de saque disponibilizada pela Caixa, os usuários podem movimentar o auxílio por meio do App Caixa Tem. No aplicativo é possível pagar contas domésticas como água, luz, telefone/internet e gás.

No aplicativo Caixa tem os beneficiários também podem fazer compras online por meio do cartão virtual gerado no App, bem como por QR Code. É importante lembrar que os recursos depositados pela Caixa precisam ser movimentados em até 120 dias. Se o Auxílio Emergencial não for movimentado dentro do prazo estipulado, os valores retornam para os cofres da União.

Data de saque da 7ª parcela do Auxílio Emergencial

No mês de outubro a Caixa Econômica Federal finalizou os depósitos da sétima e última parcela do Auxílio Emergencial. Neste mês estão sendo liberados os saques da 7ª parcela do benefício, nos valores de R$ 150, R$ 250 e R$ 375, dependendo do núcleo familiar de cada beneficiário. Confira o calendário de saque do Auxílio Emergencial disponibilizado no site da Caixa:  

Nascidos em: Data de pagamento: Data de saque:
Janeiro 20/10 01/11
Fevereiro 21/10 03/11
Março 22/10 04/11
Abril 23/10 05/11
Maio 23/10 09/11
Junho 26/10 10/11
Julho 27/10 11/11
Agosto 28/10 12/11
Setembro 29/10 16/11
Outubro 30/10 17/11
Novembro 30/10 18/11
Dezembro 31/10 19/11

Vale lembrar que apesar do saque só estar sendo liberado em novembro, desde outubro os beneficiários podem fazer movimentações e compras por meio do App Caixa Tem. Ademais, todos beneficiários do Auxílio Emergencial que fazem parte do Bolsa Família já receberam a última parcela do benefício.

Fim definitivo do Auxílio Emergencial

O governo federal acabou mudando os planos em relação ao Auxílio Emergencial. Meses atrás, o presidente da república, Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que não haveria uma nova prorrogação do benefício por conta das dívidas públicas. Apesar disso, o governo afirmou recentemente que se a PEC dos Precatórios (que viabiliza os recursos do Auxílio Brasil) não fosse aprovada, uma nova prorrogação do Auxílio Emergencial seria liberada por meio de uma Medida Provisória.

Entretanto, na última terça-feira (9), após mais de 14 horas de sessão na Câmara dos Deputados, a PEC dos Precatórios foi aprovada. A aprovação ocorreu em segundo turno com 323 votos a favor e 172 votos contra.

Se aprovada também no Senado Federal, o Auxilio Brasil será liberado no valor de R$ 400. A reformulação do Bolsa Família que marca o fim definitivo do Auxílio Emergencial deve zerar a fila do Bolsa Família, contemplando aproximadamente 17 milhões de beneficiários, disse o Ministro João Roma.

Avalie o Texto.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

2 Comentários
  1. Caroline Ferreira da Silva Diz

    Bom dia minha filha e mãe solteira. E tem problema de saúde será que ela recebe o salário do auxílio emergencial

  2. Eunice Paula aparecida Diz

    eeu

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.