Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

Auxílio Emergencial: Nascidos em março podem sacar 7ª parcela

Segundo o calendário disponibilizado pela Caixa Econômica Federal, trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em março podem sacar a partir de hoje (4) a sétima parcela do Auxílio Emergencial. Até o momento, essa rodada tem sido considerada a última parcela do benefício criado durante a pandemia de Covid-19.

A Caixa finalizou o pagamento da sétima parcela para todos os beneficiários no dia 31 de outubro. Desse modo, é possível fazer movimentações por meio do App Caixa Tem. No aplicativo da Caixa os trabalhadores podem realizar pagamentos de contas como água, luz, telefone e gás. Além disso, os beneficiários podem fazer compras online com o cartão virtual gerado no aplicativo ou QR Code.

Veja as datas de pagamento e liberação de saque

No mês de novembro a Caixa deve concluir o pagamento da sétima parcela do Auxílio Emergencial para o público geral. É importante lembrar que esses beneficiários possuem duas datas de pagamento. Na primeira data o pagamento é creditado na conta poupança social, onde é possível realizar transações online. Já a segunda data diz respeito ao momento em que pode ser feito o saque em espécie dos recursos. Confira o calendário de pagamento:

Nascidos em: Data de pagamento: Data de saque:
Janeiro 20/10 01/11
Fevereiro 21/10 03/11
Março 22/10 04/11
Abril 23/10 05/11
Maio 23/10 09/11
Junho 26/10 10/11
Julho 27/10 11/11
Agosto 28/10 12/11
Setembro 29/10 16/11
Outubro 30/10 17/11
Novembro 30/10 18/11
Dezembro 31/10 19/11

Nessa rodada do Auxílio Emergencial, famílias formadas por uma única pessoa recebem R$ 150, famílias chefiadas por mães sem cônjuge recebem R$ 375 e as demais famílias recebem R$ 250. A Caixa informa que os recursos precisam ser movimentados em até 120 dias (seja no aplicativo ou saque).

Regras para receber o benefício

Para receber a prorrogação do Auxílio Emergencial 2021, os beneficiários precisam ter se cadastrado no programa em 2020, ou seja, nesse ano não houve a possibilidade de realizar novos cadastros. Além disso, a análise realizada pelo Dataprev nesse ano foi mais rigorosa do que a realizada no ano anterior.

Só receberam a prorrogação do benefício famílias com renda mensal per capita inferior a meio salário mínimo. Segundo o governo federal, para receber o benefício a renda familiar também não poderia ultrapassar três salários mínimos.

Governo prefere prorrogar o Auxílio Emergencial

A intenção inicial do governo federal era concluir o pagamento do Auxílio Emergencial no mês de novembro de 2021. Contudo, parte do governo Bolsonaro acredita que uma nova prorrogação do Auxílio Emergencial seja mais interessante para a população brasileira do que a implementação do Auxilio Brasil.

A ideia é que com uma prorrogação, os 39 milhões de beneficiários do Auxílio Emergencial continuem recebendo a ajuda financeira do governo por mais um tempo e não somente os 14,6 milhões de cidadãos que farão parte do Auxilio Brasil.

5/5 - (1 vote)

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.