Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio Emergencial e Bolsa Família chegarão ao fim ao mesmo tempo

De acordo com o calendário oficial dos programas, os dois auxílios deverão chegar ao fim ao mesmo tempo

O Governo Federal decretou que dois dos seus principais programas devem chegar ao fim ao mesmo tempo. De acordo com o calendário oficial do projeto, os dois devem fazer seus últimos pagamentos no mês de outubro. Logo depois disso, o Planalto deverá começar a pagar um benefício novo.

Segundo o calendário oficial, o Auxílio Emergencial e o Bolsa Família deverão fazer os últimos pagamentos por volta da mesma data. Respectivamente falando, o primeiro deverá fazer o seu último repasse no dia 31 de outubro. O segundo deverá acabar no dia 29 do mesmo mês. Pelo menos é isso o que os dados oficiais dizem.

Com isso, algo em torno 41 milhões de cidadãos ficarão órfãos de um ou dos dois programas. De acordo com informações do Ministério da Cidadania, hoje o Auxílio Emergencial chega na casa de 37 milhões de brasileiros. O Bolsa Família faz pagamentos atualmente para cerca de 4 milhões de cidadãos.

Vale lembrar que oficialmente falando o Bolsa Família atende algo em torno de 14,7 milhões de brasileiros. No entanto, neste momento pelo menos 10 milhões de usuários do programa estão recebendo as parcelas do Auxílio Emergencial. Pelo menos é isso o que dizem os dados oficiais do próprio Ministério da Cidadania.

De qualquer forma, o Governo Federal afirma que esses dois programas serão substituídos por um novo. Então pelo menos uma parte desses usuários órfãos poderão entrar neste projeto novo a partir de novembro. O benefício vai se chamar Auxílio Brasil e deverá ter um pagamento médio maior do que o Bolsa Família.

Não dá para todo mundo

Vale lembrar, no entanto, que o Governo Federal ainda não definiu quantas pessoas poderão entrar neste novo programa. O texto do projeto que está no Congresso Nacional não mostra essas informações.

Declarações de bastidores dão conta de que o Governo quer que o Auxílio Brasil chegue na casa de algo em torno de 17 milhões de brasileiros. Esse número, vale sempre lembrar, ainda não é oficial. O Palácio do Planalto deve confirmar isso por volta do final de setembro.

Caso essa informação se confirme, então dá para dizer que o número de pessoas que entrarão no novo Auxílio será menor do que a quantidade de brasileiros que perderão benefícios a partir do próximo fim do mês de agosto.

Além do Auxílio

A aposta total do Governo Federal agora é na recuperação econômica. Membros do Ministério da Economia acreditam que a vacinação em massa vai fazer com que o país recupere o ritmo de criação de empregos que se viu em anos anteriores.

Então o plano é permitir que uma parte dos usuários dos atuais programas sociais entrem no Auxílio Brasil. Já a outra parte poderia entrar no mercado de trabalho e a partir daí não depender mais desses programas sociais do Governo Federal.

A equação parece simples, mas nem sempre dá certo. Vale lembrar que esse também foi o plano do poder executivo para o início deste ano. No entanto, a ideia deu tão errado que eles tiveram que voltar com os pagamentos do Auxílio Emergencial.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.