Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio Brasil: Lira diz que valor não vai quebrar teto de gastos

De acordo com o Presidente da Câmara dos Deputados, valor do Auxílio Brasil não vai furar o teto de gastos

O Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) voltou a falar sobre a questão do valor médio do Auxílio Brasil. De acordo com ele, esse patamar, seja ele qual for, não vai ser responsável pela quebra no teto de gastos. É a segunda vez que o parlamentar garante isso em menos de duas semanas.

“Nós iremos cuidar do que nós nos comprometemos antes da eleição, é cuidar para não perder nunca o foco da responsabilidade fiscal junto da manutenção da democracia”, disse Lira enquanto participava de um evento da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) em São Paulo, nesta sexta-feira (27).

A fala do Presidente da Câmara acontece justamente no momento em que crescem os rumores que o Planalto estaria pensando em subir os pagamentos do programa para R$ 400. Na última semana, Lira garantiu que um Auxílio Brasil com esse valor médio não iria passar pela aprovação do Congresso Nacional.

De acordo com informações de bastidores o que o Presidente da Câmara está fazendo é tentar diminuir o temor do mercado com esse assunto. É que empresários estão temendo que o Presidente Jair Bolsonaro suba muito o valor do programa. Por isso, Arthur Lira estaria usando essas palavras para tentar acalmar esse setor da economia.

De qualquer forma, o fato é que até agora o Governo Federal não bateu o martelo sobre os futuros valores do projeto. E essa falta de definição está fazendo com que os rumores em torno desses patamares de pagamentos só cresçam. Há quem fale até que o Centrão quer subir esses níveis de repasses para além dos R$ 400.

Congresso Nacional

Se o Presidente da Câmara dos Deputados acredita que o valor do Auxílio Brasil não vai passar dos R$ 300, o mesmo não se pode dizer de parte dos seus colegas. É que muitos estão apresentando emendas para aumentar o benefício.

Uma dessas propostas, por exemplo, pretende elevar a média de pagamentos do programa para algo em torno de R$ 600. E no caso das mães chefes de família poderia chegar ao patamar de R$ 1200 por mês. Isso seria portanto um valor maior que o salário mínimo.

De acordo com informações do Ministério da Cidadania, o Bolsa Família atual faz pagamentos médios de R$ 189. Esse valor varia de pessoa para pessoa. Algo em torno de 14,7 milhões de brasileiros recebem esse montante todos os meses.

Auxílio Brasil

De qualquer forma, mesmo diante de tanta polêmica, o Governo Federal segue garantindo que vai começar os pagamentos deste benefício no próximo mês de novembro. Esse objetivo portanto não mudou até aqui.

O plano segue sendo pagar o atual Auxílio Emergencial até o próximo mês de outubro. Logo depois, a partir de novembro, começariam os repasses do novo projeto social. Até aqui, o Governo garante que é isso o que vai acontecer.

De acordo com informações de membros do Palácio do Planalto, a ideia do poder executivo é anunciar os valores do novo programa em setembro. Até lá portanto a única coisa a se fazer é esperar para saber o que vai acontecer.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
1 comentário
  1. Rosimeri Diz

    Acho podia ser um valor que 400$ porque as pessoas estão passando por um momento difícil tudo tá muito caro podia pelo menos meio salário mínimo ia ajudar muito as pessoas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.