Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4/5 - (6 votes)

Auxílio emergencial com valor de R$ 600 tem retorno cobrado

Em razão disso, um grupo ligado ao MST (Movimento Sem Terra) cobrou do Ministério da Economia a volta das mensalidades no valor de R$ 600.

O Governo Federal liberou o Auxílio Emergencial em 2020 com parcelas de R$ 600 para o público geral e, R$ 1.200 para mães solteiras chefes de família. Entretanto, em 2021 as parcelas foram reduzidas, variando de R$ 150 a R$ 375 de acordo com a composição familiar. Sendo assim:

  • R$ 150: para famílias compostas por apenas um integrante;
  • R$ 250: para famílias compostas por duas pessoas ou mais;
  • R$ 375: para às mães chefes de família.

Em razão disso, um grupo ligado ao MST (Movimento Sem Terra) cobrou do Ministério da Economia a volta das mensalidades no valor de R$ 600. Os manifestantes em forma de protesto jogaram notas falsas do real na sede do órgão.

Além disso, alguns deles picharam frases destinadas ao ministro da Economia, Paulo Guedes, que segundo as acusações estava se beneficiando do aumento do dólar. Para fins de esclarecimento, na sacada do prédio foi escrito “Guedes no paraíso e o povo no inferno”. Guedes lucra com a fome”.

“O Brasil tem hoje cerca de 20 milhões de pessoas que passam fome. São mais de 14 milhões de brasileiros e brasileiras sem emprego. Uma realidade dura que atormenta as famílias diariamente, enquanto o ministro da economia lucra milhões de dólares com investimentos em paraísos fiscais no exterior”, diz uma integrante da coordenação nacional do MST pela juventude, Jailma Lopes.

Últimos pagamentos do Auxílio Emergencial

Até o momento, a previsão é que o Auxílio Emergencial seja encerrado ainda este mês. No entanto, há rumores sobre uma renovação do programa. A possibilidade viria a se concretizar, caso o Auxílio Brasil não seja implementado.

Enquanto isso, a Caixa Econômica Federal se prepara para iniciar o pagamento da sétima parcela a partir da próxima semana. Confira o calendário a seguir:

Para o Bolsa Família

Nº final do NIS Datas de pagamento
NIS 1 18 de outubro
NIS 2 19 de outubro
NIS 3 20 de outubro
NIS 4 21 de outubro
NIS 5 22 de outubro
NIS 6 25 de outubro
NIS 7 26 de outubro
NIS 8 27 de outubro
NIS 9 28 de outubro
NIS 0 29 de outubro

 

Para o público geral

Mês de nascimento Depósitos Saques
Janeiro 20 de outubro 1º de novembro
Fevereiro 21 de outubro 3 de novembro
Março 22 de outubro 4 de novembro
Abril 23 de outubro 5 de novembro
Maio 23 de outubro 9 de novembro
Junho 26 de outubro 10 de novembro
Julho 27 de outubro 11 de novembro
Agosto 28 de outubro 12 de novembro
Setembro 29 de outubro 16 de novembro
Outubro 30 de outubro 17 de novembro
Novembro 30 de outubro 18 de novembro
Dezembro 31 de outubro 19 de novembro

 

7ª parcela já vai começar

Para os segurados do Bolsa Família os pagamentos serão iniciados no dia 18 de outubro, ou seja, na próxima segunda-feira. Os repasses para este grupo são realizados conforme o acordo com o último dígito do Número de Identificação Social (NIS).

No caso dos demais beneficiários, aqueles que se inscreveram via canais digitais e CadÚnico, terão o benefício depositado a partir do dia 20 deste mês. Os saques ficarão de disponível somente a partir do dia 1º de novembro. Para este grupo a liberação segue a ordem do mês de aniversário dos cidadãos.

Embora não tenha sido confirmado, há a possibilidade de uma nova prorrogação para o Auxílio Emergencial. A expectativa é que seja liberado até o próximo ano. Todavia, são apenas previsões, que só serão confirmadas nos próximos dias.

4/5 - (6 votes)

Está "bombando" na Internet:

2 Comentários
  1. Lucimar Gomes machado da Silva Diz

    Eu queria participar desses curços sou micro emprendedora individual gostei da ideia dos curços

  2. Lucimar Gomes machado da Silva Diz

    Eu rescebo as tres parcelas do auxilio emergencial ?este mes?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.