Auxílio Brasil: quem mora sozinho tem menos chances de receber?

Muita gente que mora só em uma casa quer saber se é verdade essa história de que eles têm menos chances de pegar o Auxílio Brasil

O Governo Federal está terminando nesta semana a segunda rodada de repasses do Auxílio Brasil. De acordo com o calendário oficial do programa, nesta quarta-feira (22), é a vez daqueles usuários que possuem o Número de Inscrição Social (NIS) terminando em 9. O dinheiro está na conta deles desde as primeiras horas da manhã.

Só que mesmo com o avanço dos pagamentos, o fato é que muita gente ainda têm dúvidas sobre os repasses do benefício. Principalmente quando se sabe que o Ministério da Cidadania está prometendo inserir mais 2 milhões de pessoas no programa ainda neste ano de 2021. Afinal, quem vai poder entrar.

Nas redes sociais, as dúvidas são as mais diversas. Uma internauta, por exemplo, perguntou como fica a situação das pessoas solteiras. “Eu moro sozinha e quer saber se é verdade que no meu caso eu não posso receber o Auxílio Brasil”. Não é verdade. Usuários solteiras podem pegar o benefício, desde que obedeçam as regras como qualquer outro.

Renda per capita acima de R$ 200

Quem é solteiro, mora sozinho e tem renda per capita acima de R$ 200 não pode receber o Auxílio Brasil. Isso vale mesmo para as pessoas que estão no Cadúnico. É que se entende que esse cidadão ou cidadã não está respeitando o limite máximo de ganhos mensais. Lembrando que aqui a conta da renda per capita nem precisa ser feita. Vale quanto se ganha por mês e pronto.

Renda per capita entre R$ 100 e R$ 200

Nesse caso, a pessoa solteira está em situação de pobreza. Pelo menos é isso o que dizem as regras do benefício. Então aqui ela só vai poder receber o programa se ela mesmo for uma mulher grávida. Se ela não for uma gestante ou for um homem, não vai poder receber o projeto. Pelo menos não enquanto morar sozinho.

Renda per capita abaixo de R$ 100

Neste caso, o cidadão tem direito de receber o Auxílio Brasil. Isso porque se entende que ele está em situação de extrema-pobreza. E aí não importa se é uma mulher grávida ou não. Ele vai poder pegar o dinheiro. Então é só esperar para saber se o Governo vai te colocar logo nesta primeira inserção de usuários.

E se eu registrar um filho?

Aí a situação muda de figura. Quem tem um filho morando consigo precisa colocar isso na conta da renda per capita. Se ele receber entre R$ 100 e R$ 200, então ele pode receber o Auxílio Brasil já que ele está morando com alguém com menos de 21 anos.

Obviamente se esse filho tem mais de 21 anos então ele também entra para a conta per capita, mas aí neste caso, o cidadão só vai ter direito ao Auxílio Brasil se essa renda for menor do que R$ 100. Isso porque aí eles irão considerar que você está em extrema-pobreza.

Importância do Cadúnico

Tudo isso que você leu acima só vai valer para as pessoas que possuem cadastro ativo no Cadúnico. Quem não está nesta lista não vai receber nada. E aí não adianta ter filho, estar grávida ou não ter renda. Não vai receber.

Quem mora sozinho e quer ter uma chance de entrar no Auxílio Brasil precisa se certificar de que está tudo certo com o Cadúnico. Essa é a única coisa que pode ser feita para quem está querendo passar a receber esse dinheiro.

Quais os valores para quem mora sozinho?

Os valores do Auxílio Brasil para quem mora sozinho não são diferentes dos pagamentos para quem mora em família. De acordo com o Ministério da Cidadania ninguém vai receber menos de R$ 400, independente da quantidade de indivíduos que moram com a pessoa.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.