Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

A procrastinação é uma consequência do perfeccionismo?

Dizemos que a procrastinação é uma consequência do perfeccionismo por justamente ser muito recorrente nas “tentativas de perfeição”. Afinal, quem nunca deixou algo para depois por achar que ainda não estava na melhor forma para lidar com isso? Pois é!

Mas ainda existem muitos outros fatores envolvidos com a procrastinação e o perfeccionismo, que discutimos ao longo deste texto. Acompanhe-nos para saber mais.

Por que dizemos que a procrastinação é uma consequência do perfeccionismo?

A procrastinação é uma consequência do perfeccionismo a partir do momento em que três fatores se envolvem com as obrigações:

  • Uma busca por algo irreal.
  • O adiamento para pequenos ajustes.
  • E a procrastinação por medo de não conseguir um bom resultado.

Esses três pilares dão margem para que as pessoas perfeccionistas deixem as suas atividades sempre para depois. Porém, esse “deixar para depois” também é motivo de “tortura” para uma perfeccionista, por justamente ele quebrar um prazo para tentar ser perfeito: formando um paradoxo.

Afinal, como ser perfeito sendo um procrastinador? Pois é! Por isso que dizemos que o perfeccionismo pode causar danos à saúde mental, assim como pode causar a procrastinação, a desistência, a vergonha, a autoestima baixa, etc.

Veja, portanto, um pouco mais sobre os três pilares citados anteriormente:

1- A constante busca pelo resultado irreal

Quando um perfeccionista está diante de um trabalho intenso, ele busca constantemente atingir a perfeição em seu serviço. Só que essa necessidade de atingir a perfeição faz com que ele caminhe nessa direção sem nunca chegar lá. Afinal, como seria possível chegar a um lugar que sequer existe?

Como consequência, procrastina a finalização de algo, buscando um resultado que nunca será atingido.

2- O adiamento para pequenos ajustes

Seguindo o que foi dito logo acima, a procrastinação é uma consequência do perfeccionismo a partir do momento em que a necessidade de ajustes constantes se torna frequente.

O sujeito perfeccionista busca, a todo momento, trabalhar para ajustar o que está imperfeito, deixando os prazos de lado por conta disso.

3- O adiamento por medo de ser insuficiente

Outro pilar intimamente relacionado com o perfeccionismo é o medo de ser insuficiente. Esse medo pode fazer com que o sujeito deixe as suas atividades sempre para depois, adiando dia após dia. Como consequência, acaba procrastinando e sentindo uma angústia ainda maior.

Precisamos quebrar a ideia de perfeição e resultados “incríveis”

Agora que você compreendeu por que a procrastinação é uma consequência do perfeccionismo, pare e analise como você tem trabalhado nos últimos tempos. Será que a procrastinação vivida nos estudos ou no trabalho é uma consequência de querer atingir uma perfeição inexistente?

Acredite, quando criamos essa consciência e quebramos a ideia de que existe uma perfeição e resultados incríveis, passamos a ter uma vida mais leve e justa com nós mesmos. Não precisamos ser as melhores pessoas do mundo para sermos, realmente, bons no que fazemos.

Precisamos respeitar nossos limites e entender que acima de tudo podemos sempre aprender com nossas falhas, e não simplesmente querer que elas nunca existam. Pense nisso!

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.