Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

A Conferência de Munique: a reunião de 1938

A Conferência de Munique: tudo sobre o tópico

A Conferência de Munique foi uma reunião que aconteceu em 1938 e que envolveu a Itália, a França, o Reino Unido e a Alemanha.

O tema pode ser abordado nas mais variadas provas de história geral, principalmente em questões que o relacionem com o seu contexto histórico.

A Conferência de Munique: Introdução

A Conferência de Munique aconteceu no ano de 1938 e foi responsável por determinar a ocupação alemã em parte da Tchecoslováquia, em uma tentativa fracassada de contribuir com a política expansionista de Adolf Hitler sem provocar uma guerra mundial.

A Conferência de Munique: Contexto Histórico

No ano de 1938, Adolf Hitler já era o Führer da Alemanha e, dessa maneira, já havia dado início à sua política expansionista, aspecto muito importante da ideologia nazista, que defendia a conquista do chamado espaço vital. Hitler e seus seguidores defendiam que o povo germânico era superior e que, por isso, tinham o direito de conquistar um espaço territorial vital (localizado na Europa) para poderem se desenvolver.

Os primeiros países que visados pelo líder nazista foram a Tchecoslováquia e a Áustria, uma vez que os espaços a serem conquistados não eram somente os territórios perdidos pelos alemães depois do fim da Primeira Guerra Mundial, conflito do qual o país saiu perdedor, mas sim todas as regiões que já haviam sido povoadas pela etnia germânica, denominada de “ariana”, em algum momento da história.

Para conquistar esses espaços fundamentais para sua política, Hitler precisava romper com o Tratado de Versalhes e fortalecer o militarismo alemão, investindo na modernização e no crescimento de seu exército.

Assim, com medo da eclosão de um segundo conflito mundial, a França e o Reino Unido deram início à chamada “política de apaziguamento”. Por meio dessa política, algumas concessões foram feitas para a Alemanha, cedendo territórios e permitindo a quebra do Tratado de Versalhes, que havia sido assinado em 1919.

A Conferência de Munique: Decisões

Em 1938, a Áustria foi anexada à Alemanha depois de grande pressão do Partido Nazista Austríaco e de Hitler, seu líder. Após essa conquista, o líder nazista deu início ao próximo passo: anexar parte do território da Tchecoslováquia.

O interesse nesse território se devia à ambição de assumir o controle sobre a  importante malha industrial que existia naquela região. Foi nesse momento então que os líderes da Alemanha (Adolf Hitler), da Itália (Benito Mussolini), do Reino Unido (Neville Chamberlain) e da França (Édouard Daladier) se reuniram em Munique para decidir quais seriam os próximos passos.

Os territórios da Tchecoslováquia foram então cedidos para Hitler, em uma atitude que demonstrou fraqueza das lideranças francesas e britânicas diante dos objetivos alemães. Devemos ressaltar, porém, que essa política de apaziguamento foi um fracasso, uma vez que no ano seguinte os nazistas invadiriam a Polônia, dando início à Segunda Guerra Mundial.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.