Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5 curiosidades sobre a Era Vargas: descubra!

Fatos curiosos sobre o governo de Getúlio Vargas

5 curiosidades sobre a Era Vargas: confira!

A Era Vargas, período em que Getúlio Vargas comandou o país, é um dos assuntos mais cobrados dos vestibulares, dos concursos e da prova do ENEM.

Dessa maneira, é fundamental que você domine todas as características mias marcantes da Era Vargas. Para te ajudar, o artigo de hoje trouxe um resumo com cinco curiosidades sobre o Governo de Getúlio Vargas, marcado por altos e baixos e com grande impacto na história.

Um golpe leva Vargas para o cargo de presidente

O primeiro mandato de Vargas teve início logo após um golpe que destituiu o então presidente, Washington Luís. Na época, ele havia concorrido ao cargo nas eleições convencionais, mas acabou sendo derrotado por Júlio Prestes. Assim, um golpe de estado liderado pelos militares, conhecido como Revolução de 1930, o colocou na presidência antes que Prestes tivesse a possibilidade de assumir o cargo.

Três fases de um governante

Getúlio Vargas ficou, ao todo, 15 anos no poder. O seu governo, a Era Vargas, pode ser dividido em três etapas fundamentais: Governo Provisório (1930-1934), Governo Constitucional (1934-1937) e Estado Novo (1937-1945). Cada uma delas representa uma fase diferente do modo de governar então presidente. Ainda, a existência de três etapas mostrou a habilidade incrível de Vargas de se manter no poder.

Segunda Guerra Mundial

É importante também ressaltar a Segunda Guerra Mundial ocorreu durante a Era Vargas. O presidente Getúlio Vargas, devido à chamada “política da boa vizinhança”, se aliou aos Estados Unidos e, consequentemente, aos denominados “Aliados”. Os brasileiros, então, participaram do conflito através da Força Expedicionária Brasileira (FEB).

Enfraquecimento de poderes

Durante todo o tempo como governante, Vargas centralizou o poder e enfraqueceu algumas instituições, como o poder legislativo. Essas medidas se tornaram mais evidentes durante o último e conturbado mandato.

O Pai dos Pobres

Vargas ficou conhecido pelo apelido “Pai dos Pobres”. Isso porque, durante o seu governo, Getúlio adotou uma série de medidas populistas. Uma das contribuições mais significativas foi a criação das leis trabalhistas (CLT) e do salário mínimo. Assim, Vargas dava um maior poder aquisitivo para a população, feitos que desagradava a elite econômica do país.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.