Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4.4/5 - (5 votes)

14º salário com pagamentos em 2021 e 2022 será iniciado

O pagamento que costuma ocorrer nos últimos meses do ano, foi antecipado este ano devido a pandemia da Covid-19.

Os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) têm direito ao 13º salário. O pagamento que costuma ocorrer nos últimos meses do ano, foi antecipado este ano devido a pandemia da Covid-19.

Veja também: Auxílio Brasil: Beneficiários com número NIS final 8 recebem hoje

Em razão disso, criou-se o Projeto de Lei (PL) 4.367/20 que prevê o pagamento de um 14º salário aos segurados da autarquia. A proposta estar em trâmite na Câmara dos Deputados, e já recebeu parecer favorável na Comissão de Seguridade Social e Família.

Cabe salientar que enquanto esteve em análise, o texto ganhou uma emenda que determina o pagamento do novo abono extra até 2023. Além disso, a proposta amplia a lista de beneficiários, incluindo os que recebem o auxílio-doença, auxílio reclusão e auxílio-creche pelo INSS.

14º salário já pode ser liberado?

A tramitação do projeto deve passar por todas as casas responsáveis pela implementação de uma medida pública. Portanto, o 14º salário para os segurados do INSS só deve ser liberado após concessão da Câmara dos Deputados, Senado Federal e sanção do presidente da república.

Embora a iniciativa seja boa à vista, o presidente da república pode veta-la, uma vez que atualmente o Governo Federal está focado na implementação de outro programa, o Auxílio Brasil.

O novo Bolsa Família visa atender cerca de 17 milhões de famílias em situação de pobreza e extrema pobreza com mensalidades de R$ 400. Porém, para que isso ocorra, a PEC dos Precatórios deve ser aprovada. A proposta abrirá um espaço no Orçamento de 2022 viabilizando o novo benefício.

Benefícios serão corrigidos em 2022 seguindo o salário mínimo

A partir de janeiro de 2022, benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) terão seus valores corrigidos. O reajuste é uma consequência do novo salário mínimo, que passará a valer na entrada do próximo ano.

Segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), a inflação deste ano ultrapassará 10%. Esse percentual fará com que o piso nacional passe de R$ 1.100 para R$ 1.210,44 no ano que vem.

Considerado que os abonos do INSS são baseados na remuneração, eles terão que se adaptar ao salário mínimo em vigência.

Reajuste nos benefícios do INSS

O INSS não pode conceder ao seu segurado um benefício inferior ao salário mínimo cotado para o ano. Desta forma, os benefícios são obrigatoriamente submetidos a correções. Caso a projeção do INPC seja confirmada, os aposentados e pensionistas que recebem o abono básico terão direito a R$ 1.210,44 ao mês.

Além do benefício básico, o novo piso nacional também impacta o teto do INSS, ou seja, o valor máximo concedido pela autarquia. Atualmente a quantia é igual a 6.433,57, no próximo ano pode subir para R$ 7.079,50.

Outros benefícios também serão reajustados em 2022

  • PIS/Pasep

O abono salarial PIS/Pasep também é baseado no salário mínimo vigente. Neste sentido, quando o piso é atualizado, o valor máximo do benefício, sendo ele equivalente ao salário mínimo, também deve ser ajustado. Sendo assim, os trabalhadores de empresas privadas e públicas receberão em 2022, caso trabalhe os 12 meses do ano, um benefício de R$ 1.210,44.

  • Seguro-Desemprego

Este benefício é concedido como um auxílio ao trabalhador demitido sem justa causa. Ele é pago de três a cinco parcelas a depender da quantidade de vezes que já foi solicitado pelo trabalhador. O valor mínimo do seguro-desemprego é igual a um salário mínimo. Diante disso, aqueles que se encaixarem no requisito mínimo, receberão em 2022 parcelas de R$ 1.210,44.

4.4/5 - (5 votes)
3 Comentários
  1. ANTONIO AUGUSTO FREITAS ALBIM Diz

    Deem o 14 para que as pessoas que sofreram o ano todo possam ao menos passar um Natal digno
    Que Deus tenha piedade 🙁

  2. Wergton WM Diz

    Meu Deus, o que nós viramos, um País com a população na maioria na merda. Outra vivendo os prazeres das ilhas do Caribe. Algumas das coisas inaceitáveis pra mim é; aumento dos produtos como gás combustível sexta basica,e muitas coisas mais!
    Dai o que acontece: aumentou, nao abaixa mais porque?
    Os policos adoram vamos fazer projetos emolas como vale gás, vale isso vale aquilo. Ora!! Será que num país de uma riqueza tão grande a ponto de vender para o exterior teremos que passar pelo que estamos passando?
    Ou existe muitas mentiras nessa estratégica de falsa politica.
    Nao entendeu o que postei?
    Então entre no Super Mercado vá ao posto de gasolina, peque suas contas pra pagar e veja se seu orçamento pelo menos dá!!
    Fora remédios medicos enfim, me deu dor de cabeça.
    Já estou conversando com meu neto de 16 anos que querem tirar
    Seu titulo eleitoral. Outra estratégia kkk faça como vovô nem lá vai perder seu preciso tempo.
    SE NAO SAIR ESSA ESMOLA DO 14 PARA OS QUE MAIS TRABALHARAM NESSE PAÍS!!
    KKKKKKKK NAO SOU SÓ EU MILHÕES DE BRASILEIROS NAO COMPARECERAM AS URNAS.
    NAO SÓ APOSENTADOS E PENSIONISTAS TEM MAIS PESSOAS NÓS APOIANDO ENCLUSIVE OS JOVENS DE 16 ANOS, PORQUE ESTÃO SABENDO E VENDO E ENTENDENDO O QUE ESTÃO FAZENDO OS POLITIQUEIROS, POBRES DE ESPÍRITO. (MAS SEUS DIAS VÃO CHEGAR, PORQUE AINDA E PRA SEMPRE EXISTIRÁ UM DEUS.
    PAZ PARA TODOS!

  3. Ignesveronicaribeiro Diz

    QUEREMOS O 14 POR MEDIDA PROVISÓRIA JÁ

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.