Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Veja o que pode acabar cancelando o recebimento do Auxílio Emergencial

De acordo com o Dataprev, uma série de situações podem acabar cancelando a conta do Auxílio Emergencial deste ano. Veja

Cerca de 39 milhões de pessoas estão recebendo o dinheiro do Auxílio Emergencial deste ano. Pelo menos é isso o que revelam os dados do Ministério da Cidadania. De acordo com a pasta, esse número pode cair com o passar dos meses. É que o Dataprev pode fazer novos cancelamentos no final de cada pagamento.

De acordo com o Governo Federal essa é uma maneira de tentar evitar fraudes. Então se alguma pessoa deixou de atender todos os critérios para o recebimento do benefício, então ela acaba ficando de fora dos próximos pagamentos. Mas o que de fato pode acontecer para fazer com que alguém perca o direito de receber o programa?

Segundo o Dataprev, muita coisa pode acontecer. Se o beneficiário, por exemplo, conseguir um emprego formal, ele deixa de ter o direito de receber o Auxílio. Isso porque se entende que essa pessoa não vai mais ter necessidade de receber o dinheiro do programa. Afinal, ele está recebendo o próprio salário.

Quem por algum motivo passou a receber algum benefício do INSS, como seguro-desemprego ou auxílio-doença, também perde o direito de receber o Auxílio Emergencial. Vale lembrar que o Instituto também faz o pagamento desses programas para os informais em alguns casos específicos.

As pessoas que foram presas em regime fechado também não podem receber o benefício do Governo Federal. O mesmo vale para os usuários que possuem um CPF que tenha registro de recebimento do auxilio-reclusão. De acordo com as regras gerais, esses cidadãos também não podem receber o dinheiro do Planalto.

O que não cancela o Auxílio?

De acordo com o Governo Federal, algumas ações não cancelam o recebimento do Auxílio Emergencial. Quem recebe o PIS/PASEP, por exemplo, pode ficar tranquilo. Dá para acumular os dois programas. 

Além disso, receber auxílios estaduais e de prefeituras também não impede o recebimento do dinheiro do Palácio do Planalto. Aqui, no entanto, é importante prestar atenção nas regras dos governos estaduais para saber se eles permitem esse acúmulo.

É que em alguns auxílios regionais, não é possível receber os dois benefícios. No entanto, se o governo local permitir, a pessoa pode receber o dinheiro do Governo Federal normalmente. Pelo menos é o que dizem as regras do programa.

Polêmica com contestação

Vale lembrar que o Dataprev analisa todas essas informações sempre no final de cada um dos pagamentos do Auxílio Emergencial. É por isso que algumas pessoas acabam tendo um cancelamento do programa no meio dos repasses.

Uma parte desses usuários que passam por essas suspensões ganham o direito de contestar o resultado. No entanto, outra parte não pode fazer isso. E é justamente aí que reside uma grande polêmica.

De acordo com o Dataprev, alguns cancelamentos não são passíveis de contestação porque os motivos são claros. Assim, ainda segundo eles, uma nova análise não seria necessária. No entanto, há quem discorde disso.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.