Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

2/5 - (1 vote)

Vale-gás pode se tornar mensal a partir do segundo semestre

Ala do Governo analisa a possibilidade de transformar o vale-gás nacional em um programa de caráter mensal, ou seja, pago todos os meses

O vale-gás nacional do Governo poderá se tornar um programa mensal, ou seja, pago todos os meses. A ideia está sendo analisada nesta semana pela cúpula do Palácio do Planalto. O plano é inserir mais dinheiro para os pagamentos do projeto, o que permitiria mudanças na frequência dos repasses do novo saldo.

No entanto, o plano ainda está no campo das discussões. Segundo informações de bastidores, o Governo Federal trabalha com duas possibilidades para o vale-gás nacional. A primeira delas é justamente aumentar a frequência dos pagamentos. A segunda é fazer com que o valor pago pelo benefício seja maior do que o atual.

Hoje, o vale-gás nacional realiza repasses de cunho bimestral, isto é, eles são feitos sempre a cada dois meses. Neste ano, por exemplo, as liberações aconteceram nos meses de fevereiro, abril e agora em junho. Antes disso, o Governo chegou a liberar uma parcela ainda no último mês de dezembro de 2021. Os pagamentos ocorrem sempre nos meses pares.

O projeto que cria o vale-gás nacional é de autoria do Congresso Nacional. O texto original afirma que o intervalo de dois meses entre os pagamentos é suficiente para que uma família consiga se sustentar com um botijão de gás de 13kg. Assim, eles consideram que uma mesma casa só precisa receber o benefício a cada dois meses.

Caso a ideia de aumentar a frequência de pagamentos saia do papel, então os usuários receberiam mais seis liberações do vale-gás nacional ainda este ano. Estas aconteceriam nos meses de julho, agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro. Logo depois disso, o programa voltaria para o seu formato original, com repasses bimestrais.

Anúncio na segunda (27)

Segundo informações divulgadas pelo jornal O Globo na tarde desta quinta-feira (23), o Governo Federal enviará ao Congresso Nacional uma série de documentos oficiais com as propostas de mudanças não apenas no vale-gás, mas também de outros projetos.

O envio está marcado para acontecer já na próxima segunda-feira (27). Os documentos levarão as propostas para mudanças no vale-gás e no Auxílio Brasil. Além disso, eles também darão alguns detalhes sobre um novo voucher para os caminhoneiros.

O novo auxílio social seria pago também pelos próximos seis meses deste ano apenas para os caminhoneiros autônomos. Inicialmente, se imaginava que os pagamentos mensais seriam de R$ 400, mas agora o plano é subir o saldo para R$ 1 mil por mês.

Regras de entrada no vale-gás

Seja como for, as regras de entrada do vale-gás não serão alteradas mesmo com as propostas de mudanças do Governo Federal. De modo que o cidadão não precisa se preocupar com nenhum processo de inscrição no programa social.

Conforme informações do próprio Ministério da Cidadania, o processo de escolha dos usuários que fazem parte do vale-gás nacional acontece de maneira automática. Eles levam em consideração as informações contidas em bases de dados já existentes.

Nesse sentido, é importante manter as informações do Cadúnico sempre atualizadas. No caso específico do vale-gás nacional, o Governo Federal também considera os dados do Instituto Nacional do Seguro Nacional (INSS) para fins de seleção dos usuários do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

2/5 - (1 vote)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.