Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

Tipos de onda: conceito dos 3 principais para você estudar

O assunto pode cair em provas de vestibular!

Em artigo anterior, explicamos como as ondas do mar são formadas. Mas além de ondas de superfície impulsionadas pelo vento, que são os tipos de onda mais comuns, há muitos outros encontrados no mar. Conheça os três principais, que podem aparecer em provas!

Maremotos

Quando a lua, ao invés do vento, puxa a superfície do oceano, ondas gigantes se formam. Sim, a gravidade da lua realmente atrai a superfície do nosso planeta. (Essa atração gravitacional afeta tanto a terra quanto a água, mas é a água mais maleável que tem maior impacto).

O tipo de onda que se forma depende de qual lado da Terra você está. Quando sua região estiver voltada diretamente para a lua, você experimentará o aumento do nível das águas que se arrastam para o interior da praia (maré alta) devido ao aumento dos oceanos em direção à lua.

Mas quando sua região está mais distante da lua, os níveis do mar irão diminuir e diminuir em relação à costa (maré baixa) porque eles estão essencialmente sendo puxados para dentro em direção ao centro da terra.

Apenas duas marés altas e duas marés baixas ocorrem diariamente na Terra (uma maré alta e uma maré baixa por lados da Terra).

Tsunamis

Embora os tsunamis às vezes sejam chamados de maremotos, eles não são a mesma coisa. Embora ajam como ondas gigantes, pois sobem a costa e o interior, são em grande parte desencadeadas por terremotos submarinos.

Uma média de dois tsunamis ocorrem todos os anos no Oceano Pacífico, que é a bacia oceânica mais sismicamente ativa do mundo.

Leia mais: Como os tsunamis acontecem 

Tempestade

Quando os ventos de um furacão sopram sobre a superfície do mar, gradualmente empurrando a água para fora, ele cria uma série de ondas longas conhecidas como ondas de tempestade.

No momento em que a tempestade se aproxima da costa, a água “se acumula” em uma cúpula de várias centenas de quilômetros de largura e dezenas de metros de altura. Essa ondulação oceânica então atinge a costa, inundando a costa e erodindo praias.

E então, o que achou do artigo? Compartilhe com quem precisa saber disso!

Não deixe de ler também: Dicas de documentários sobre Biologia Marinha 

5/5 - (1 vote)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.