Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Tentativas de fraudes com cartão de crédito subiu 33% no semestre

Os criminosos seguem olhando por oportunidades e assim, as tentativas de fraudes envolvendo o cartão de crédito aumentaram consideravelmente nos últimos meses, em especial no primeiro semestre de 2021.

A comparação foi feita através de um estudo da Mapa Fraude, considerando os seis primeiros meses de 2020. As tentativas de clonagem de cartão de crédito aumentaram 32,7%. Somente nos primeiros seis meses do ano, as tentativas de fraude envolvendo o cartão de crédito ultrapassou 2,6 milhões de tentativas.

E-commerce é o negócio preferido dos golpistas para fraudar o cartão de crédito

O e-commerce é o destaque dessa tentativa de fraudes. Através desse meio, os criminosos atuam com força depois que a maioria das pessoas começou a trabalhar em home office e ficaram mais em casa por conta do isolamento social. E ficando mais em casa, as pessoas tendem a utilizar com mais intensidade o cartão de crédito para realizarem as suas compras.

Não apenas o número de tentativas de fraudes aumentou no último mês, mas também os valores das transações. Houve uma alta de 39,5% nos valores que sofreram tentativas de fraudes. Os valores médios das transações não foram divulgados na pesquisa.

Quanto às categorias de produtos que mais receberam fraudes, se tem a categoria de celulares, que responde por 5,1% das tentativas de fraudes. Depois, seguem os produtos eletrônicos com 4,9% e 4,2% de fraudes em cartão de crédito relacionado a games.

Os tipos de fraudes mais comuns do dia-a-dia

A pesquisa também identificou quais são os três tipos de fraudes mais comuns no país. Em sequência, fraude efetiva, fraude amigável e por último a autofraude. Estas são as que mais se destacaram nos primeiros seis meses do ano.

Na primeira situação, o fraudador realiza a compra na loja virtual e na hora que for pagar, os dados são roubados dos consumidores que estiverem utilizando o cartão de crédito. Como os dados no cartão são verdadeiros, essa fraude é conhecida como “fraude limpa”.

Sobre a segunda fraude, ela acontece quando alguém próximo do titular, como um parente, utiliza os dados do titular sem o consentimento deste. Depois, é comum que o titular identifique a compra e venha pedir o estorno antes que a fatura feche ou mesmo se já estiver fechada.

E por fim, é importante comentar sobre o que significa uma autofraude. Nesta situação o titular efetua a compra com o seu cartão de crédito e após ter recebido o produto ou serviço, entra em contato com a administradora do cartão para pedir a contestação do lançamento da fatura.

Por fim, a pesquisa também trouxe alguns dados que citam as fraudes que acontecem no ramo de finanças. Mais de 400 mil tentativas de fraudes foram identificadas em nomes de empresas.

No mercado financeiro, bancos, financeiras e fintechs analisaram 21 milhões de transações e outras 667 mil tentativas de fraudes que envolviam o cartão de crédito, destacando-se o uso indevido de dados.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.