Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

SP: Escolas vão incentivar trabalho voluntário 

O Projeto de Lei n° 851/2019 de autoria da deputada Leticia Aguiar (PSL), incentiva o trabalho voluntario nas escolas estaduais do Estado de São Paulo. 

Ele já foi aprovado na Comissão de Constituição, Justiça e Redação, na Comissão de Educação e Cultura e na Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e agora pode seguir para a ALESP (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). 

O projeto estabelece a política pública “Escola Cidadã” e busca a conscientização dos jovens dentro das escolas para o interesse social. 

O objetivo é criar formas de despertar nos estudantes valores como inclusão e solidariedade, assim como o desenvolvimento do interesse por atividades sociais e a cidadania. 

Nos Estados Unidos, os estudantes são incentivados de maneira mais incisiva ao envolvimento nas causas sociais, e os números demonstram que 60% da comunidade estudantil americana adere aos programas de voluntariado. 

Escola cidadã

A deputada Leticia Aguiar apresentou o projeto de lei que institui a política pública “Escola Cidadã”, de Responsabilidade Social e Voluntariado no Estado de São Paulo.

Para se ter uma ideia, no Brasil, apenas 10% (dez por cento) dos estudantes se envolve neste tipo de ação. A deputada afirma: “por meio deste projeto de lei, pretendo que seja implementada uma política pública de fomento junto aos nossos estudantes, devidamente matriculados na rede estadual de Ensino”. 

O governo do Estado poderá instituir disciplina na grade curricular das escolas públicas com o nome de Voluntariado e Responsabilidade Social, assim como pode firmar convênios e parcerias com entidades assistenciais e outros integrantes da Sociedade Civil Organizada.

A escola pode contribuir com a formação dos alunos para Responsabilidade Social e o Voluntariado, desenvolvendo a consciência crítica da realidade. 

A conscientização de que o interesse social é mais importante que o individual, cria formas de despertar o jovem para inclusão, desenvolvendo o interesse por atividades sociais. 

O desnível social e o alarmante desinteresse dos jovens pelas causas sociais, mais do que nunca, exigem a necessidade de formar cidadãos mais conscientes.

Agora o Projeto de Lei já pode seguir para à ALESP e ser votado pelos deputados e se aprovado será encaminhado para ser sancionado pelo Governador, João Dória (PSDB). 

E então, gostou da matéria? Compartilhe com quem precisa saber disso!

Não deixe de ler também – Rio Grande do Sul determina Auxílio Emergencial a profissionais da cultura e do esporte .

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.