Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Salário mínimo tem perda real de R$ 62 somente em 2021; Entenda!

Desde o começo do ano, os brasileiros têm notado como a inflação está arruinando o poder de compra, mesmo com o reajuste do salário mínimo em 2021. Essa inflação dos preços afeta em especial a classe com renda mais baixa, que é aquela que em geral apenas consegue utilizar o salário para a compra de itens básicos.

Entre as maiores altas, pode se citar a carne que subiu uma média de 8%, frango com alta de 11%, conta de luz com avanço já de 10% e agora com previsão de uma alta ainda maior por conta da nova bandeira tarifária, além do botijão de gás que chegou ao impressionante patamar de 23% de alta.

Entenda como está o poder de compra do brasileiro com o salário mínimo vigente

O salário mínimo para 2021 está em R$ 1.100, mas o brasileiro vem percebendo a perda do seu rápido poder de compra ao longo dos últimos meses, pois conforme a inflação avança, os produtos vão encarecendo com um real tão desvalorizado em relação ao dólar.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), acompanha mês a mês a evolução dos produtos de acordo com a alta da inflação, sendo que o indicador deste ano já está entre os maiores das últimas décadas.

Nos oito primeiros meses do ano, a inflação acumulada já está maior do que os outros anos inteiros, até mesmo em comparação ao ano de 2020 onde começou a pandemia. Em 2020, o INPC fechou em 5,5% e 4,5% em 2019, sendo que neste ano a alta da inflação em oito meses já é de 8%.

Mesmo com reajuste, renda do brasileiro vêm caindo ao longo dos últimos meses

Mesmo com o reajuste de R$ 55 do salário mínimo, saindo dos R$ 1.045 do ano passado para os atuais R$ 1.100, a inflação em apenas oito meses já corroeu o poder de compra deste valor acrescido. Isso quer dizer que o salário mínimo atual já precisaria ser corrigido para no mínimo R$ 1.108, para haver algum ganho sobre a inflação.

Outro índice que foi relatado pelo Dieese, diz que o que se comprava com R$ 1.038 reais em janeiro, agora são necessários os atuais R$ 1.100 do salário mínimo vigente. 2006 foi o ano onde a inflação até o mês de agosto se manteve nos patamares mais baixos, com 1,16%.

Expectativas do reajuste do salário mínimo para 2022

É um direito segundo a Constituição Federal, de aumentar todo ano o salário mínimo e que ele seja corrigido perante à inflação. Geralmente os ajustes são realizados em janeiro pelo Governo Federal, porém sempre que a inflação avança ao longo dos meses do ano, esse reajuste vai perdendo valor e não configura ganho real sob a inflação.

A alta mais considerável da inflação aconteceu principalmente para o grupo da alimentação, onde em especial as famílias de menor renda utilizam a maior parte do salário mínimoapenas para a compra de produtos essenciais da cesta básica. É para este grupo que qualquer reajuste já faz a maior diferença.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
2 Comentários
  1. AlineBogeschavesAbreu Diz

    É um, absurdo nosso salário mínimo, como diz mínimo, do. Do mínimo! Porque não cortam os salários abusivos dos governantes” do Planalto, Assim será justo

  2. Rafael Diz

    Vergonha! Como que pode um salário desse com tudo aumentando.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.