Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Salário mínimo ideal para 2022 é de R$ 5,4 mil, segundo pesquisa

Nesta semana, o departamento publicou que piso nacional ideal para o ano que vem está em torno de R$ 5,4 mil. Segundo a sugestão da equipe técnica do governo, o próximo salário mínimo pode ser R$ 1.169.

Uma nova pesquisa realizada pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) aponta que o valor de salário mínimo sugerido pelo Governo Federal para 2022 é insuficiente.

Nesta semana, o departamento publicou que piso nacional ideal para o ano que vem está em torno de R$ 5,4 mil. Segundo a sugestão da equipe técnica do governo, o próximo salário mínimo pode ser R$ 1.169.

Cada dia mais, cidadãos brasileiros se encontram com dificuldades para se manter no país. Atualmente a cesta básica está sendo vendida por cerca de R$ 1.000, o botijão de gás passou a atingir R$ 100 e a gasolina comum R$ 7.

Posto isso, é certo dizer que o atual piso está cinco vezes menor que o necessário para sustentar uma família com até quatro componentes.

Reajuste considerado pelo Dieese

Devido ao atual cenário do Brasil, com a inflação próxima a 7,46%, o Departamento realizou uma pesquisa para definir um valor médio que dê para sustentar uma família. Para conseguir acesso a todos os direitos básicos, como moradia, saúde, alimentação e educação, por exemplo, o cidadão deve receber uma remuneração mensal de R$ 5,4 mil.

Em contrapartida, o valor atual corresponde uma quantia cinco vezes menor a mencionada pelo Dieese, sendo de apenas R$ 1.100. Desta forma, manter uma família nas atuais condições tem sido um desafio para milhares de responsáveis familiar.

Declaração do Governo Federal

Mesmo diante a tantas discussões nas mídias sócias e portais de notícias, o Governo Federal mostra não se importar com a situação. No feriado, ontem (7), o presidente da república, Jair Bolsonaro, se quer tocou na temática durante o seu discurso.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, discorda com o fato de que a população brasileira está sofrendo com o avanço da inflação e sem reajustes. Ele ressalta que o cenário é de regularização do desenvolvimento econômico do país, mesmo que a curto prazo.

Diante a isso, governadores e prefeitos estão se esforçando para implementação de políticas públicas para melhorar a vida de suas populações, inclusive para o público menos favorecido financeiramente.

Veja também: FGTS: Novo saque pode ser resgatado até 2022

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
1 comentário
  1. Eliana Cristina da silva costa Diz

    Quem ñ tem salário mínimo vai viver do q ??

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.