Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Salário mínimo de 2022 deve sofrer o maior reajuste em 6 anos; veja

Caso isso aconteça, o salário mínimo sofrerá o maior reajuste em seis anos.

A projeção realizada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) para a inflação deste ano era de 5,50%. No entanto, agora o percentual já está em 6,20%, podendo atingir 7% até o fim do ano. Caso isso aconteça, o salário mínimo sofrerá o maior reajuste em seis anos.

Em julho, foi aprovada a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) que previa o valor do piso nacional de 2022 em R$ 1.147, ampliado em 4,3%. Todavia, considerando o aumento da inflação para 7%, o salário mínimo deve passar para R$ 1.177 no próximo ano.

Vale ressaltar que quando reajustado, programas governamentais, como o seguro-desemprego, abono salarial PIS/Pasep, e os benefícios do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), também tem seus valores alterados.

Isso porque, eles se baseiam no salário mínimo vigente para liberar os seus abonos. O INSS, por exemplo, por lei não pode pagar aos seus segurados um salário inferior ao valor do piso nacional. Com as mudanças, a partir do dia 15 de janeiro de 2022, os cidadãos receberão novos valores.

Maior reajuste desde 2016

No ano de 2016, o piso nacional sofreu um reajuste de 11,6%, porém, desde então a inflação só tem regredido. Confira as últimas correções a seguir:

  • 2021: R$ 1.100 (5,2%);
  • 2020: R$ 1.045 (4,7%);
  • 2019: R$ 998 (4,6%);
  • 2018: R$ 954 (1,8%);
  • 2017: R$ 937 (6,48%); e
  • 2016: R$ 880 (11,6%).

Poder de compra

Embora o salário mínimo sofra correção anual, desde 2019 vem sendo reajustado apenas para manter o poder de compra da população brasileira. Isso significa, que a correção não tem oferecido nenhum ganho real.

“A correção é para manter a mesma posição, manter o equilíbrio da cesta de consumo. Só que a cesta de consumo não sobe igual, existem itens dentro da cesta que pesam mais e outros menos. A depender de onde a pessoa esteja, ela pode não ter o poder aquisitivo recuperado”, explicou André Braz, economista do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV Ibre).

Segundo as informações da pesquisa sobre cestas básicas realizadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o salário ideal para o cidadão brasileiro em junho, deveria ser de R$ 5.421,84, capaz de cobrir a inflação da ocasião.

Veja também: INSS: 14º salário e bônus de R$ 2 mil aos segurados em 2021

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
8 Comentários
  1. MARISA Diz

    Todos os aposentados e pensionistas do INSS e ipê devem receber décimo quarto e abono pois são aqueles que ajudam familiares filhos desempregados devido a essa pandemia independente de valor salarial

  2. Paulo Rogério Cordeiro da Silva Diz

    Desculpa o desabafo, mas que democracia é essa, que colocamos seres humanos que nunca nos representa, e pior ainda que ganham mais do que a população que espera que tenhamos um país que não seja desumano, com quem mais precisa, colocar supostamente políticos, que vão a favor dos governantes e não do povo, não me parece uma democracia justa. Então pense bem antes de colocar meros representantes para o governo e não para o povo, chega de sermos prejudicados e esperar que algum deles nos representa. No meu ponto de vista, chega de regalias, quer nos representar, ganhe o mesmo que qualquer ser humano que levanta cedo, embaixo de sol, chuva, pega ônibus, metrô cheio que usa o SUS e que o prato na mesa seja a cesta básica, que nós adquirimos com o salário pobreza. E os aposentados que depois de trabalhar mais de 30 anos mulheres e 35 homens, ainda tem que pagar contribuição previdenciária, porque os municípios, estados e união estão com déficits negativo? Param de marmota, vão trabalhar para o povo que colocaram todos nesse poder que é nosso

  3. Luis Carlos Domingues de Oliveira Diz

    Vou ter que chamar o carro forte pra ir buscar esse salarião, é muita grana!

  4. João Antônio Diz

    Vamos usar o que de melhor temos,
    O voto,diga não,vamos por esses sujeitos para trabalhar de verdade.
    Que vivam eles com esse grande(salário mínimo) né.
    Bando de aproveitadores!!!

  5. Marivaldo Aquino Diz

    Maior reajuste com maior inflação não serve de nada matéria tendenciosa acredita nesse reajuste positivo quem não sabe o preço de nada .

  6. Francisca santos Diz

    É porque o salário deles é tão alto que eles nem preocupam com o preço real.

  7. Neusa silva Diz

    QUANDO o salário deles é de 15 a 30 mil reais por mês praque se preocupar com o salário mínimo chega no mercado no açougue eles não tem nem uma preocupação seus armario estão cheios geladeiras suas contas em dias como se diz o rico cada vez mais rico e o pobre cada vez mais nobre
    Mais a palavra de Deus diz e mais fácil passar um camelo no fundo de uma agulha do que um rico entrar no céu

  8. Santana Diz

    Mais que safadeza e está um alimento de salário de fome e vem estes bando de vagabundo dizendo que é o maior reajuste des de 2016 eu só gostaria de saber uma coisa porque os salários dos deputados e etc. São os mais altos enquanto Quem realmente trabalha de básico de sol e chuva ganha aquele salário de fome que mal da pra pagar as contas e a comprado mês já está mais que na hora de mudarmos isto ou vamos ficar olhando estes bando de Safados fazerem oque querem

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.