Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

INSS monta nova estratégia para tentar diminuir fila de requerimentos

De acordo com duas portarias publicadas nesta semana, INSS vai mexer com a jornada dos seus servidores para tentar diminuir filas

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) montou uma nova estratégia para tentar diminuir a fila de espera dos requerimentos de cidadãos. De acordo com duas portarias que passaram por uma publicação nesta quarta-feira (1), a ideia é mudar de vez a jornada de trabalho dos seus servidores. Pelo menos essa é a ideia.

Segundo o Instituto, o objetivo central aqui é concentrar a jornada de trabalho desses servidores em dois turnos: manhã e tarde. Sendo que no horário matutino a ideia é focar as atividades nas agências e durante o período vespertino a ideia é focar na liberação de processos e na realização de análises.

Com isso, o INSS espera que consiga dar fluxo para a fila de requerimentos dos cidadãos. Hoje, de acordo com dados do próprio Instituto, eles recebem algo em torno de 567 mil pedidos como estes por mês. São questões que envolvem temas como pensão por morte, aposentadoria, incapacidade e o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

A ideia de mudar a jornada de trabalho dos servidores surgiu com base nos dados internos do próprio INSS. De acordo com o Instituto, cerca de 95% de todos os atendimentos da unidade ocorrem pelo período da manhã. Então estamos falando de quase a totalidade de atendimentos presenciais.

Vale lembrar que essas agências do INSS estiveram fechadas durante boa parte do ano passado. Tudo por causa da pandemia do novo coronavírus. Quando reabriram, elas passaram a atender entre 7h e 14h. Então há a possibilidade de visitar esses locais no início da tarde. No entanto, de acordo com esses dados, a maioria prefere ir logo pela manhã.

Mais efetividade

De acordo com o INSS, essa mudança poderá trazer mais efetividade. Assim, a fila envolvendo milhares de pessoas poderia acabar diminuindo. Segundo o Instituto, tudo deve ir ficando mais claro para todo nas próximas semanas.

“Hoje, para ter o protocolo, não é necessário se deslocar até uma agência, basta ligar para o 135 ou fazer por meio do Meu INSS. Esse movimento fez com que a procura pelo atendimento presencial caísse em até 40%”, diz a nota do instituto.

“Com isso, se otimiza a força de trabalho e a concentra em um horário de atendimento que seja mais eficiente para atender aos segurados”, completa a nota. Segundo relatos nas redes sociais, servidores do local estão divididos sobre essas mudanças.

Horas de trabalho no INSS

Ainda de acordo com a portaria que passou pela publicação, a jornada de trabalho desses empregados vai ser de 40 horas semanais. Isso implica portanto que eles irão trabalhar 8 horas por dia. Pelo menos é o que se espera.

Dessas horas diárias, o servidor vai poder passar duas em trabalho administrativo. E de acordo com o INSS, isso pode acontecer de forma remota, ou seja, eles irão poder trabalhar de casa. Assim, eles poderiam realizar o trabalho administrativo.

Além disso, a portaria também estabelece que pode existir uma flexibilização dos horários. Na região Sul, por exemplo, as agências poderão abrir um pouco mais tarde. Tudo por causa do forte frio que costuma fazer naquela localidade.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
1 comentário
  1. Daniel Diz

    Por que esses escrotos estão enviando notificações como se fossem “mensagem de áudio”. Será que a canalhice e a desonestidade já chegou a esse ponto? Pesquisaram a tendência do povo clicar com uma maior porcentagem em mensagem de áudio?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.