Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Renegociação de dívidas movimenta mais de R$ 1,1 trilhão em 2021

De acordo com divulgação realizada pela Febraban ( Federação Brasileira de Bancos), durante a pandemia, a renegociação de dívidas bancárias alcançou 18,7 milhões de contratos repactuados, num total de R$ 1,1 trilhão de saldo devedor renegociado.

Segundo a Federação, a renegociação foi acelerada com o Mutirão Nacional de Negociação de Dívidas e Orientação Financeira, realizado em novembro.  A mobilização da entidade e seus bancos associados com Banco Central, Senacon e Procons propiciou a repactuação de mais de 1,7 milhão de contratos em novembro, aumento médio de 36,7% na procura por negociações comparado ao mês anterior.

O mutirão ainda foi prorrogado pelo Banco do Brasil (BB), que ia até o último dia 17 de dezembro para o dia 30 do mesmo mês. Nesse período, os descontos chegaram a alcançar 95% para as liquidações à vista de dívidas vencidas.

De acordo com o próprio BB, o mutirão teve início no dia 6 de dezembro e, 9 dias depois, mais de 42 mil negociações de dívidas já tinham sido realizadas, totalizando R$ 634 milhões renegociados em todo o Brasil nesse curto intervalo de tempo.

No caso, desde pessoas físicas (PF) até produtores rurais, que estavam com dívidas vencidas e não pagas tiveram uma ótima oportunidade de buscar uma solução condizente à sua capacidade de pagamento.Com os descontos concedidos nas taxas de juros e prazo de até 100 meses para renegociação de operações vencidas.

Mutirão de renegociação de dívidas foi um sucesso

Para Juliana Domingues, secretária Nacional do Consumidor, o mutirão alcançou um “sucesso extraordinário”.

“Vemos mais efetividade com a Lei do Superendividamento que trouxe clareza nas etapas de renegociação e a plataforma ConsumidorGovBR se consolida como um instrumento fundamental, tanto por ter centenas de fornecedores cadastrados, mas também por manter 80% da resolução das demandas negociadas”, disse ela através da Febraban.

A Federação ressaltou ainda o papel da orientação financeira, conjugado à negociação, na mesma iniciativa.

Com base nisso, foi aberta uma página eletrônica exclusiva com o objetivo de auxiliar os devedores a se preparar para a negociação em si, com informações sobre como descobrir quais são suas dívidas e indicações sobre quando vale a pena participar do mutirão ou quanto do orçamento pode ser destinado ao pagamento de dívidas.

Outras informações sobre o endividamento dos brasileiros

O número de brasileiros inadimplentes é composto de quase metade por homens (49,8%) e metade por mulheres(50,2%). Porém elas se destacam no quesito de renegociar as dívidas, liderando pelo segundo mês consecutivo (53,7%).

Já no ranking por regiões, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná e Bahia mantêm a liderança com mais inadimplentes. Em contrapartida também são as que apresentam o maior número de acordos fechados no Serasa Limpa Nome. Ao todo, mais de R$ 3,6 bilhões foram concedidos em descontos nos acordos realizados em agosto.

Nathalia Dirani, gerente de marketing da Serasa, explica que as empresas estão entendendo esse momento e estão oferecendo condições diferenciadas e alerta que é preciso realizar um acordo de modo que seja possível realizar o pagamento total da dívida. “Em alguns casos é possível realizar a negociação das dívidas em até 72 vezes. E, após o pagamento da primeira parcela, o nome já fica limpo”.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.