Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Renda média segue caindo, mesmo com a volta de trabalhadores informais

A taxa de desemprego no Brasil foi atualizada no último trimestre e caiu moderadamente para 14,1%. Este é o melhor resultado desde o final do ano passado, porém ainda é um dos piores níveis desde 2012, mesmo com a volta dos informais ao trabalho.

Os informais estão entre os grupos que mais sofreram durante a pandemia e também alguns dos que tiveram mais impactos com a perda de renda. Esses números já estão aparecendo nas últimas pesquisas.

A maior parte dos trabalhadores informais são autônomos e com baixas qualificações, tendo sido os primeiros a serem dispensados pelos patrões durante a crise, sendo que outros nem mesmo conseguiram seguir as ruas para manter as suas atividades, como de vendedores ambulantes ou barraquinhas de cachorro quente.

Informais também são importantes para puxar o crescimento da economia do país

Mesmo que em ritmo lento, os informais também estão puxando para cima os índices da retomada da economia no país. Somente no último trimestre, a taxa de desemprego caiu 0,5%, de 14,6% para os atuais 14,1%. As informações são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Porém mesmo com a recente melhora, ainda estamos em níveis atuais de desemprego superiores desde 2012, ano em que o IBGE começou a fazer este levantamento. Até a chegada da pandemia, o índice de desemprego não havia passado de 14%. Para chegar ao índice atual de desemprego, é analisado a média dos últimos três meses.

Ao que tudo indica, muitos autônomos encontraram na informalidade uma forma de levantar recursos, por isso que temos tantos informais no Brasil que mesmo com poucos recursos e em muitos casos baixa qualificação, estão levantando a nossa economia.

Detalhes sobre o trabalho do informal que está driblando o desemprego

Basicamente o trabalhador informal é aquele que depende da movimentação de pessoas para trabalhar, como o ambulante, o vendedor de cachorro-quente, ambulantes que trabalham na praia e aquele pequeno comerciante que voltou a abrir o seu bar.

Segundo o economista-chefe da Genial Investimentos, José Márcio Camargo, agora com a “volta dos serviços e o fim do isolamento social, os sinais de evolução vão se mostrar mais rápido”. De acordo com o IBGE, 2,1 milhões de postos de trabalho foram gerados entre o primeiro e o segundo trimestre do ano, o que representa uma alta de 2,5%.

Muitos informais estão trabalhando sem uma pessoa jurídica

Boa parte dos trabalhadores informais estão trabalhando sem CNPJ, o que soma um número de 24,8 milhões nesta categoria, maior número desde o início do índice lá em 2012. E conforme estes profissionais vão saindo do desemprego e começando a movimentar a economia, a renda média dos trabalhadores no país também vai subindo.

Em referência à evolução da renda média no país, nem sempre tem a ver com o número de informais. Em agosto de 2020 a renda média do brasileiro chegou a R$ 2.650 mensais, porém agora caiu quase 200 reais, no momento em R$ 2.480.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.