Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (2 votes)

Poupança direcionada: dicas adaptáveis para as suas metas pessoais

É possível elaborar uma poupança por meio de um planejamento financeiro. Veja dicas relevantes e adaptáveis!

É possível elaborar uma poupança por meio de um planejamento financeiro, porém, esse pode ser um desafio pessoal. Confira algumas dicas adaptáveis para o seu planejamento e direcionamento de metas!

Poupança direcionada e suas metas pessoais  

Sendo assim, é relevante que tenha atenção a alguns pontos no que diz respeito aos seus hábitos de rotina para que possa direcionar uma poupança, já que, dessa maneira, é possível alcançar suas metas em curto, médio e longo prazo.

Mapeie a sua situação financeira atual

Por isso, é importante que você mapeie a sua situação financeira atual. Assim sendo, faça uma planilha de custos mensais, além disso, você pode fazer uso de ferramentas de gestão, como o Trello ou aplicativos financeiros

Controle a sua rotina 

No início do seu planejamento pode ser fundamental que você consiga saber exatamente todos os detalhes sobre os seus gastos diários, por isso, esse controle é fundamental. 

Além disso, coloque suas metas pessoais dentro do seu planejamento, separando-as por prazos. Ou seja, você pode separá-las por prazo curto, médio e longo, pois essa análise serve para que você possa ter clareza sobre quais são as ações possíveis dentro da sua situação.

É importante ressaltar que a viabilização de uma poupança requer mudanças, por isso, é importante realizar uma poupança para direcionar as suas metas pessoais, ainda que seja algo resolutivo apenas em longo prazo. Assim sendo, ao elaborar suas metas, naturalmente você irá diminuir suas compras por impulso.

 Faça trocas viáveis financeiramente

Ademais, faça trocas viáveis financeiramente. Assim sendo, você pode trocar um cartão de crédito tarifado por um cartão de crédito sem anuidade, por exemplo. Sendo assim, direcione os valores que seriam referentes às taxas do cartão para a sua poupança. Já que dessa maneira, estará alimentando um hábito positivo, ainda que o valor seja irrisório. 

 O cartão de crédito não é uma renda extra!

É importante que tenha disciplina no que diz respeito ao cartão de crédito. Lembre-se que o cartão de crédito é uma ferramenta que deve ser planejada, já não é uma renda extra, por isso, estabeleça um limite dentro do seu orçamento de forma planejada.

Invista em opções mais rentáveis 

Além da poupança, você pode guardar o seu dinheiro em uma conta  rentável, já que em muitas fintechs o seu dinheiro rende mais que a poupança, até 100% do CDI.  Sendo assim, você pode procurar algumas opções para investimentos e direcionar valores para objetivos específicos. Caso queira se aprofundar nesta opção, veja nossas dicas para novos investidores. 

5/5 - (2 votes)

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.