Pix para aposentados? CJF libera R$ 2,1 bilhões para quitar dívidas judiciais do INSS

O Conselho da Justiça Federal (CJF) anunciou a liberação de R$ 2,1 bilhões destinados à quitação de dívidas judiciais do governo federal com aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Pix para aposentados? CJF libera R$ 2,1 bilhões para quitar dívidas judiciais do INSS

Em suma, essa iniciativa visa beneficiar 133.515 pessoas que triunfaram em 103.747 processos de concessão ou revisão de benefícios. Cujos valores não ultrapassem 60 salários mínimos, equivalente a R$ 79,2 mil atualmente.

Desse modo, essas ações envolvem diversos tipos de benefícios, como aposentadorias, pensões, auxílios e o Benefício de Prestação Continuada (BPC), direcionado a idosos e pessoas com deficiência de baixa renda.

Contudo, para ter acesso a esses recursos, é essencial atender a determinados critérios estabelecidos. Sendo assim, para receber o montante destinado pelo CJF, é imprescindível que o processo tenha sido concluído sem a possibilidade de recurso por parte do INSS. Além disso, a ordem de pagamento do juiz precisa ter sido emitida durante o mês de outubro.

Qual é o procedimento para os aposentados do INSS se cadastrarem no aplicativo?

O processo de cadastro no aplicativo Meu INSS é descomplicado e pode ser realizado em poucos passos. Primeiramente, basta acessar a loja de aplicativos do celular e procurar por “Meu INSS”. Após localizar o aplicativo, clique para iniciar a instalação. Uma vez que o aplicativo estiver instalado, o usuário deverá preencher um formulário apresentado com informações pessoais, incluindo:

  • Número do CPF,
  • Nome completo,
  • Data e local de nascimento,
  • Nome da mãe.

Posteriormente, um código de acesso será enviado para validar a conexão com o dispositivo. Este código deve ser inserido na tela do aplicativo para confirmar o registro. Por fim, o usuário será solicitado a criar uma senha de acesso individual.

No entanto, é importante ressaltar que, caso haja dificuldades no processo de cadastro via aplicativo, o interessado pode se dirigir a uma das unidades bancárias autorizadas listadas abaixo e solicitar o cadastramento no Meu INSS:

  • Itaú
  • Banco do Brasil
  • Banrisul
  • Bradesco
  • Caixa Econômica Federal
  • Mercantil do Brasil
  • Siccob
  • Santander
  • Sicredi.

Este procedimento presencial poderá facilitar o acesso ao aplicativo para aqueles que enfrentam obstáculos na configuração pelo dispositivo móvel. De modo geral, a liberação desses recursos representa um passo importante para a quitação de dívidas judiciais com beneficiários do INSS. Assim, facilitando o acesso aos valores devidos e proporcionando maior agilidade e comodidade no processo de recebimento dos benefícios conquistados.

Pix para aposentados? CJF libera R$ 2,1 bilhões para quitar dívidas judiciais do INSS
Pix para aposentados? CJF libera R$ 2,1 bilhões para quitar dívidas judiciais do INSS. Imagem: Canva

Cuidado com golpes que envolvem valores liberados pelo INSS

A recente liberação de valores pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) tem sido alvo de golpes e esquemas fraudulentos, gerando preocupação entre aposentados e pensionistas.

Em suma, os golpistas se utilizam de diferentes artifícios para ludibriar as pessoas, oferecendo supostos serviços de agilização no recebimento desses valores liberados pelo INSS. Entre as táticas mais comuns estão:

Páginas falsas

Websites e páginas falsas se passando pelo INSS ou por órgãos governamentais, solicitando informações pessoais e financeiras dos beneficiários.

Contatos telefônicos e e-mails suspeitos

Ligações telefônicas ou e-mails com ofertas de agilização no recebimento do valor, solicitando dados pessoais, senhas ou até mesmo pagamentos para supostas taxas de liberação.

Pedidos de pagamento antecipado

Solicitações de depósitos ou transferências bancárias antecipadas, alegando ser necessário para liberar o valor a ser recebido.

Como se proteger

Para evitar cair em golpes envolvendo os valores liberados pelo INSS, utilize somente os canais oficiais do INSS para obter informações sobre os valores liberados e procedimentos relacionados.

Além disso, não compartilhe dados pessoais, como números de documentos, senhas bancárias ou códigos de acesso, por telefone, e-mail ou em sites não confiáveis. Por fim, em caso de dúvida, entre em contato diretamente com o INSS ou órgãos competentes para confirmar a veracidade das informações recebidas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.