Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

PIX: Golpe do cadastro de chaves; Como se proteger?

Com o sucesso do PIX, também cresceu o número de golpes que são realizados através dessa ferramenta. E quando se fala sobre esses golpes, não está sendo dito que acontecem diretamente no sistema de pagamentos instantâneos, afinal, o recurso criado pelo Banco Central é totalmente seguro para a realização de transferências e todas as demais funções que oferece.

No entanto, os criminosos se aproveitam para aplicar golpes utilizando justamente essa fama que o PIX ganhou, fazendo com que muitos desavisados tenham prejuízos ou até seus dados expostos. Um dos golpes mais comuns é aquele em que os golpistas se aproveitam de quem ainda não fez seu cadastro dentro da plataforma.

Caso você ainda não tenha utilizado o PIX, mas pretende fazer isso e cadastrar chaves, fique atento em fazer isso da maneira correta. Assim, você corre menos riscos de cair em algum tipo de golpe. A forma mais comum que os golpistas tentam fazer suas vítimas cair em uma cilada é através do phishing.

Como ocorre o phishing no PIX?

O phishing é um tipo de golpe que acontece na internet, em que os criminosos disparam e-mails, fazem ligações ou enviam qualquer tipo de mensagem eletrônica para roubar informações dos usuários. Esse não é um tipo de golpe exclusivo do PIX, mas tem sido muito disseminado através do uso do nome do sistema de pagamentos instantâneos.

De modo geral, o golpe do phishing ocorre de forma muito parecida em muitos dos casos. O golpista se faz passar por uma instituição financeira, banco ou empresa e te convence a aproveitar alguma promoção “imperdível” ou até mesmo intimidando a vítima dizendo que ela precisa fazer algo para evitar algum tipo de problema com os dados ou com a conta.

No caso desse tipo de golpe do PIX, os criminosos enviam algum tipo de link para você entrar e supostamente cadastrar uma chave. Mas após clicar no link, você será levado para uma página maliciosa que fará com que você tenha seus dados capturados, as vezes sendo passados por você mesmo em algum campo de preenchimento ou até capturados através de algum trojan, que registra tudo que você digita no computador.

Com isso, o golpista pode ter acesso algumas vezes à sua conta bancária, dados do seu cartão (quando você faz alguma compra na internet) ou até mesmo senha do seu banco. Algumas informações passadas aos golpistas podem te prejudicar tanto de forma financeira quanto na sua privacidade.

Como se proteger desse tipo de golpe?

Primeiramente, ignore qualquer tipo de convite para cadastro de chaves PIX que não sejam diretamente vindos do aplicativo do seu banco. Essas instituições não fazem convites ou solicitam qualquer tipo de dado via e-mail, SMS e mensagens por redes sociais. Se você se deparar com algo do tipo, mesmo que pareça de fato uma empresa verdadeira, ignore e não faça nada.

É importante que não se clique em qualquer tipo de link, tampouco que se passe as informações na página que você entrar ou através de mensagens. Outro método utilizado também pode ser pedindo para baixar algum arquivo, algo que bancos não fazem se não for por seus próprios aplicativos. Algumas vezes esses golpistas podem se passar até como representantes do Banco Central.

Importante lembrar que chaves PIX podem ser um número de celular, CPF, um e-mail ou até mesmo uma chave aleatória. Os próprios bancos não solicitam informações altamente confidenciais para o cadastro de chaves. Fique atento a todos esses sinais e se proteja de qualquer possível golpe.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.