Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4/5 - (2 votes)

Óleo diesel sofre mais um reajuste e chega a custar R$7 nos postos do Brasil

Durante a semana passada, tanto a Petrobrás como a Acelen (controladora da Refinaria de Mataripe, na Bahia) divulgaram reajustes nos preços do óleo diesel e também da gasolina. Segundo as instituições, as altas foram realizadas seguindo a alta do valor do petróleo no mercado internacional.

O valor do barril de petróleo subiu cerca de 10,6% em relação a dezembro de 2020. No dia 12 deste mês, a Petrobras subiu o preço do óleo diesel em 8% e da gasolina em 4,8%. A Acelen no último sábado também divulgou alta no preço da gasolina e do óleo diesel, sendo elas de 5,1% e 8,4% respectivamente.

Preço médio dos combustíveis sofreu alta em todo o país

Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o maior preço da gasolina foi registrado nos postos de abastecimento da região Sudeste e continua sendo de R $7,899 por litro do combustível. Considerando a semana anterior, este valor se manteve em estabilidade.

O menor preço de venda da gasolina foi encontrado nos postos da região Sul do país, custando cerca de R $5,569 cada litro do combustível. Este valor apresenta uma queda de 1,9% no preço médio da gasolina.

O Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), conhecido popularmente como gás de cozinha, também apresentou reajuste no seu valor de venda. O botijão de 13 quilos teve seu preço elevado novamente, passando a ser encontrado por até R$140. A alta foi de cerca de R$5,00 quando comparado a primeira semana de janeiro.

Outro produto que sofreu com a alta em seu valor de venda ao consumidor final foi o Gás Natural Veicular (GNV). Esta alta no valor do metro cúbico (m³) do GNV foi impulsionada pela chegada do inverno no hemisfério norte, que aumenta o uso de aquecimento, causando também a alta no preço do gás natural no mercado internacional devido ao aumento da procura.

O GNV teve alta de 1,2% no preço médio encontrado no país, considerando o período de 9 a 15 de janeiro. O maior preço do m³ foi encontrado na região Sudeste, custando R$6,199. Já o valor mínimo do m³ vendido no Brasil foi de R$3,179, localizado na região Centro-Oeste.

Alguns combustíveis não seguiram o padrão do mercado nacional

Porém, quando analisamos o preço médio do gás de cozinha em todo o Brasil, observamos uma queda de pouco mais de 0,3%. O valor médio deste produto no Brasil passou de R$102,55, registrado na primeira semana de janeiro, para os atuais R$102,24.

Quando analisamos o preço médio do etanol, observamos que ele se manteve praticamente estável em relação a semana passada. A média atual do preço deste combustível está em R$5,046, considerando todo o território nacional.

O etanol teve seu menor preço de venda cotado na região Sudeste, custando R$4,329 cada litro. Em contrapartida, o maior valor deste combustível foi encontrado nos postos da região Sul, custando R$7,699 o litro.

As altas nos preços do óleo diesel, da gasolina, assim como dos outros combustíveis têm afetado toda a população, causando altas relativas em quase todos os setores da economia.

4/5 - (2 votes)
1 comentário
  1. Vanderley Diz

    Pra quem acha que privatizar vai resolver o problema aí está quendo a Petrobrás reduziu o preço a refinaria que foi privatizada não reduziu o preço e agora quando teve o almento ela o fez acima da porcentagem da Petrobrás.
    Brasil pais de oportunistas….

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.