Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

O Poder Judiciário de Santa Catarina alerta e orienta sobre os crimes cometidos pela internet

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), como medida de proteção e prevenção, fornece orientações para os usuários de como evitar os golpes virtuais que acontecem diariamente com aqueles que se utilizam da internet. 

São cada vez mais comuns os casos de golpistas que recorrem à tecnologia de informação (chamados cybercriminosos) para cometer crimes na internet, os quais utilizam várias técnicas para atrair as vítimas.

Os cybercriminosos exploram fragilidades dos usuários, procuram enganar e persuadir suas vítimas a fornecerem informações sensíveis ou a realizarem alguma ação que possa comprometer a segurança deles e de toda uma organização.

Diante disso, é preciso conhecer as formas mais comuns desses golpes, suas consequências e as dicas de prevenção.

Furto de identidade

Alguém se passa por outra pessoa para obter vantagens ilícitas. Neste caso, a vítima poderá perder dinheiro e temporariamente crédito, ou até mesmo ter sua reputação abalada. Isto porque, pode ser demorado e trabalhoso reverter todos os problemas causados pelo impostor. A melhor forma de impedir que sua identidade seja usada por terceiros é proteger o acesso aos seus dados e às suas contas de usuário.

Antecipação de recursos

Geralmente, um golpista induz a vítima a fornecer informações confidenciais ou a realizar um pagamento adiantado com a promessa de que esta receberá um benefício. Entretanto, em algum tempo, a vítima percebe que o benefício não existe, que foi vítima de um golpe e que seus dados e/ou dinheiro ficaram com o golpista. 

Dessa forma, desconfie de situações em que é necessário efetuar um pagamento antecipado para receber um valor maior. Não se empolgue tão rápido com a possibilidade de ganhar dinheiro, nem sequer responda a esse tipo de oportunidade. Se acreditar que pode ter algum valor a receber, tome a iniciativa de procurar informações diretamente nos órgãos oficiais.

Golpes de comércio eletrônico

Geralmente os golpistas exploram a relação de confiança do usuário nos negócios on-line. Assim, a vítima pode ser atraída por uma oferta imperdível e não receber a mercadoria “comprada” ou o pagamento por um produto “vendido”, além de passar dados seus ao golpista. 

Algumas dicas são importantes para prevenção contra esse tipo de golpe: – desconfie se o valor do produto está muito abaixo do de outros fornecedores confiáveis; – pesquise na internet sobre o site antes de efetuar a compra para ver a opinião de outros clientes; – acesse sites especializados para verificar se há reclamações referentes à empresa; – fique atento a propagandas recebidas por spam ou redes sociais; – utilize sistemas confiáveis de pagamentos para impedir que seus dados pessoais e financeiros sejam enviados ao golpista; – em caso de venda, confirme que recebeu o pagamento diretamente na sua conta bancária ou pelo site do sistema de pagamentos (não confie apenas em e-mails ou comprovantes de depósito, pois podem ser falsos); – acesse todos os sites, tanto de pagamentos quando de vendas, diretamente do navegador, e não por links recebidos em mensagens; – mesmo que o vendedor lhe envie o código de rastreamento fornecido pelos Correios, saiba que isso não basta para comprovar o envio e liberar o pagamento.

Phishing

Um golpista tenta obter dados pessoais e financeiros de um usuário utilizando técnicas de engenharia social. A consequência pode ser o vazamento de informações pessoais e financeiras, além de infectar o computador com códigos maliciosos. Diante disso, fique atento a mensagens recebidas que tentam induzi-lo a fornecer informações, instalar ou executar programas ou clicar em links. Nesse caso, acesse a página da instituição que supostamente enviou a mensagem e procure por informações.

Pharming

É um golpe que envolve o redirecionamento da navegação do usuário para sites falsos. A consequência será o vazamento de dados pessoais e financeiros, com possível perda financeira. Portanto, desconfie se, ao digitar o endereço do site no navegador, você for redirecionado para outro site, o qual tenta realizar alguma ação suspeita, como abrir um arquivo ou instalar um programa. 

Para se proteger, escolha um provedor de internet confiável, verifique se há erros no nome do endereço do site que você quer acessar e sempre siga as dicas e orientações sobre segurança da informação. Se você está desconfiado de um site, inclusive de um banco, faça login com uma senha errada. Como um site falso não tem como conferir a sua senha, a próxima tela mostrará que é golpe.

Boato (ou hoax)

A mensagem tem conteúdo falso e alarmante e  geralmente é enviada por uma empresa importante ou órgão governamental, e até mesmo por um conhecido. Entretanto, isto pode trazer problemas tanto para aqueles que a recebem e distribuem, como para aqueles que são citados em seu conteúdo, como conter códigos maliciosos, espalhar desinformação pela Internet, comprometer a credibilidade e a reputação de pessoas envolvidas. 

Contudo, com a leitura atenta de uma mensagem desse tipo é possível identificar informações sem sentido e tentativas de golpes, como correntes e pirâmides. Não deixe que sua boa vontade o impeça de verificar a procedência da informação e de conferir a veracidade do conteúdo da mensagem.

Fonte: TJSC

Veja mais informações e notícias sobre o mundo jurídico AQUI

Avalie o Texto.

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.