Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

O movimento econômico atual é considerado nas expectativas de inflação 

O movimento econômico atual é considerado nas expectativas de inflação. Confira apontamentos oficiais do Copom!

Conforme divulgado pelo Banco Central do Brasil (BCB) na data desta publicação, 10 de maio de 2022, o Comitê de Política Monetária (Copom) julga que a incerteza em relação ao futuro do arcabouço fiscal atual resulta na elevação dos prêmios de risco e aumenta o risco de desancoragem das expectativas de inflação. 

O movimento econômico atual é considerado nas expectativas de inflação 

Esse movimento já é observado, em alguma medida, e já está parcialmente incorporado nas expectativas de inflação para prazos mais longos extraídas da pesquisa Focus, assim como nos preços de diversos ativos locais. 

De acordo com o Banco Central do Brasil (BCB), o Comitê de Política Monetária (Copom) enfatizou que o nível de aperto monetário apropriado é também condicional ao arcabouço fiscal vigente. 

Ajuste de contas públicas e a elevação da taxa de juros neutra

O esmorecimento no empenho por reformas estruturais, bem como alterações de caráter permanente no processo de ajuste das contas públicas, podem elevar a taxa de juros neutra da economia, analisa o Comitê de Política Monetária (Copom).

Conforme informado pelo Banco Central do Brasil (BCB), o Comitê de Política Monetária (Copom) avaliou os riscos em torno do cenário de referência para o crescimento em 2022 e 2023. 

Sobre o crescimento econômico

O Comitê ressaltou que o crescimento econômico veio em linha com o que era esperado, mas o aperto das condições financeiras cria um risco de desaceleração mais forte que o antecipado nos trimestres conseguintes, quando seus impactos tendem a ficar mais evidentes.

De acordo com as informações do Banco Central do Brasil (BCB), O Comitê de Política Monetária (Copom) ressalta que, em seus cenários para a inflação, permanecem fatores de risco em ambas as direções. 

Inflação: cenário e expectativa

Entre os riscos de alta para o cenário inflacionário e as expectativas de inflação, destaca-se uma maior persistência das pressões inflacionárias globais.

Além disso, a divulgação oficial destaca a incerteza sobre o futuro do arcabouço fiscal do país, parcialmente incorporada nos preços de ativos e nas expectativas de inflação, divulgou recentemente o Comitê de Política Monetária (Copom), reforçando apontamentos anteriores.

Desaceleração econômica por conta da elevação dos preços 

Entre os riscos de baixa, ressalta-se a possibilidade de reversão, ainda que parcial, do aumento nos preços das commodities internacionais em moeda local; e a desaceleração da atividade econômica maior do que a projetada. 

O Comitê de Política Monetária (Copom) informa que avalia que a conjuntura particularmente incerta e volátil requer serenidade na avaliação dos riscos, reforça o Banco Central do Brasil (BCB) por meio de divulgação realizada pela própria instituição.

5/5 - (1 vote)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.