Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

O medo e a sua importância em nossas vidas – Descubra qual é

Você já parou para pensar sobre o medo e a sua importância em nossas vidas? Já analisou por que o medo é tão imprescindível? Ou é daquelas pessoas que odeia sentir medo e pensa que ele não passa de algo que nos trava?

Bem, independente do pensamento que você tem, até hoje, sobre o medo, neste conteúdo você verá um ponto de vista bastante interessante. Acompanhe para saber mais!

O medo e a sua importância em nossas vidas: Descubra qual é

Embora o medo possa sim nos atrapalhar em algumas circunstâncias, a verdade é que ele tem um papel fundamental em nossas vidas. É possível que sem ele nós sequer tivéssemos chegado onde chegamos, enquanto espécie.

Isso porque, em essência, o medo tem o papel de nos proteger das adversidades da vida, sendo muito importante para nos manter vivos e saudáveis.

Além disso, outros pontos fazem com que o medo e a sua importância seja evidente. Veja abaixo:

1. Sobrevivência

A sobrevivência é o ponto de partida do medo. Ele irá sempre aparecer quando qualquer coisa estranha surgir a ponto de fazer com que a nossa mente se sinta em risco.

Nosso cérebro lançará o medo em nós a partir do momento em que perceber que precisamos fugir ou enfrentar algum perigo.

Assim, nos preparamos para o “pior” e podemos buscar armas e soluções para lidar com isso.

2. Precaução

O medo faz com que nos preparemos melhor para as mais diversas situações. Embora ele não surja apenas quando a nossa vida está em risco, ele também pode surgir quando estamos ameaçados moralmente ou emocionalmente.

Assim sendo, por meio do medo nós passamos a refletir melhor sobre os prós e contras de cada situação, visando um caminho que seja mais saudável e promissor para nós.

Por isso, entender o medo e a sua importância faz com que percebamos que ele quer, em essência, nos proteger.

3. Planejamento

O planejamento também tem uma parcela de medo envolvido. Não de maneira geral, claro. Porém, a verdade é que grande parte dos planos que fazemos é porque temos medo de que alguma coisa saia dos eixos.

Por exemplo, planejamos uma viagem fazendo a revisão do carro por medo de se acidentar; planejamos nossas finanças por medo de não atingir sonhos; e por aí vai.

É claro que o medo não é a única coisa que move os nossos planos. Os sonhos, objetivos e metas também movem. No entanto, em algumas circunstâncias o medo pode aparecer mais ou menos evidente.

Isso tudo quer dizer que ele pode nos ajudar a planejar melhor, pensando nos prós e contras das situações e sendo um “amigo” durante o processo – desde que ele esteja equilibrado, claro.

4. Aprendizagem na medida certa

O medo nos impulsiona a aprender. Afinal, se pararmos para pensar, muitas vezes o medo é uma “ausência de habilidade”. Quando temos medo de dirigir, pode ser porque nos achamos pouco capazes de manobrar adequadamente, e assim por diante.

Isso significa que o medo pode nos impulsionar a aprender de forma gradativa, descobrindo novas experiências e passando por cima de situações adversas de acordo com os nossos limites, sem exacerbar.

Claro que nem todo medo é por falta de habilidade, como no caso de medo de dor, de risco de morte, etc. Nestes casos, voltamos ao ponto da “sobrevivência”. 😉

 

Viu só como o medo e a sua importância fazem parte da nossa vida? Comente aqui embaixo qual é o seu maior medo nos dias de hoje!

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.