Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Novo programa social do Governo Federal: veja como será pago

O novo programa deve ter o valor médio do benefício ampliado, bem como o número de cidadãos contemplados.

Em meio as discussões sobre a reformulação do Bolsa Família, o ministro da Cidadania, João Roma, informou que a proposta será implementada no mês de novembro e atenderá cerca de 17 milhões de famílias.

O novo programa deve ter o valor médio do benefício ampliado, bem como o número de cidadãos contemplados. Além disso, outras medidas devem ser adicionadas ao Bolsa Família. Continue acompanhando este artigo para saber mais.

Atualizações da reformulação do Bolsa Família

Na entrevista, o chefe da equipe da Cidadania ressaltou que o novo benefício médio do programa social será em torno de R$ 250 e R$ 300. O número de beneficiários também deve aumentar, passando de 14,6 milhões atuais para 17 milhões no decorrer dos próximos meses.

Roma ainda informou que o objetivo dessa reforma é possibilitar que mais famílias em situação de pobreza e extrema pobreza tenham acesso ao programa. Ele ainda salientou que os problemas orçamentários não são uma preocupação, considerando que o programa já possui os recursos necessários.

A necessidade seria apenas detalhar algumas condições a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2022. O novo Bolsa Família deve gerar um custo aos cofres públicos de aproximadamente R$ 25 bilhões.

Novas propostas para o Bolsa Família

A informação que mais circula nos debates sobre o tema, é o aumento no valor das mensalidades do Bolsa Família, que pode chegar a um média de R$ 300. Desta forma, os segurados deixariam de receber apenas a média de R$ 192.

Ademais, Jair Bolsonaro, atual presidente da república, já anunciou que a reformulação também será marcada pela criação de novos benefícios. Esses abonos serão direcionados a famílias com crianças e adolescentes.

Logo, o valor do benefício pago a família será maior devido a implementação de novas medidas, aumentando a média do programa e apoiando os cidadãos contemplados.

Confira as novas medidas propostas para o Bolsa Família:

  • Auxílio-creche mensal para cada criança seria de R$ 52;
  • Bônus anual para o melhor aluno de R$ 200;
  • Bolsa mensal de R$ 100,00, mais um prêmio anual de estudante científico e técnico de destaque de R$ 1.000;
  • Renovação nas regras de entrada e saída do programa; e
  • Atualização nos critérios mínimos de renda para inclusão no projeto.

Cadastros digitalizados

Os novos cadastros para o programa devem ser realizados por meio de um aplicativo. O Governo Federal está desenvolvendo uma plataforma de inscrição exclusiva para o Bolsa Família, que substituirá o cadastro presencial realizado nos centros de atendimento de cada município.

No entanto, a iniciativa vem recebendo críticas por parte dos governadores estaduais e prefeitos municipais, uma vez que não serão vinculados mais ao programa social. Bolsonaro pretende facilitar a inscrição, sendo de forma prática e digitalizada.

Caso a proposta seja implementada, milhares de agentes sociais serão demitidos em todo país, inclusive os que atuam diretamente nos centros de atendimentos dos municípios. No mais, muitos beneficiários podem ser excluídos do projeto, considerando que não terão acesso as ferramentas digitais.

Veja também: Novo Bolsa Família vai atender 22 milhões até 2022, diz Governo

2 Comentários
  1. Jessica Diz

    Esse ano eu nao pego auxilio porque eu tenho um filho de 11 mese msm assim eu nao pego filho gasta muito ir eu so sozinha ja fiz tres atualizaçao do meu bolsa familia ir nada nao to entd

  2. Izabel Diz

    Ou seja só ajudam pessoas com criança!!tenho 3 filhos só um tá empregado e mesmo assim não deram pra gente o auxílio, esse filho que trabalha nem mora comigo, o

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.