Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Novo Bolsa Família deve subir para valor médio de R$ 270, diz jornal

De acordo com jornal Folha de São Paulo, o Governo Federal estaria próximo de chegar em um acordo sobre o valor do novo Bolsa Família

O Governo Federal ainda não bateu o martelo sobre os valores médios do novo Bolsa Família. No entanto, informações de bastidores começam a correr pela imprensa. Nesta quinta-feira (15), o jornal Folha de São Paulo disse que o mais provável é que o Planalto feche essa média de pagamentos na casa dos R$ 270.

Hoje, de acordo com dados do Ministério da Cidadania, o Bolsa Família atual chega na casa de 4 milhões de brasileiros a um valor médio de R$ 190. Isso quer dizer portanto que os pagamentos não são os mesmos para todo mundo, mas todos os montantes giram em torno desse patamar de R$ 190.

A ideia do Presidente Jair Bolsonaro é subir esse valor médio para R$ 300. Ele, aliás, disse isso em várias oportunidades publicamente. No entanto, membros do Ministério da Economia seguem acreditando que esse aumento poderia ser um problema. Isso porque eles temem que esse gasto extra possa acabar quebrando o teto de gastos.

Por isso, eles estão próximos de fechar um valor médio R$ 30 mais baixo do que o desejo do Presidente. Caso a informação se confirme, o montante seria um pouco mais alto do que aquilo que o Ministro da Economia, Paulo Guedes, queria. Recentemente, aliás, o Ministro disse que o Governo tem o dinheiro para repassar o benefício.

De acordo com Guedes, o país pode usar os ganhos da Reforma Tributária para pagar pelo menos alguns meses desse novo programa. Além disso, ele também chegou a defender o uso do dinheiro de privatizações para aumentar os valores do benefício. No entanto, nada disso é oficial ainda. Tudo está no campo das ideias.

Novo Bolsa Família

Segundo informações de bastidores, o Governo Federal segue firme com a ideia de começar os pagamentos do novo Bolsa Família em novembro. Assim, o programa novo poderia atuar como uma espécie de substituto do Auxílio Emergencial.

No entanto, para conseguir isso, o Palácio do Planalto vai ter que correr. Acontece que o Congresso Nacional tem pouco tempo na agenda para aprovar grandes projetos como esse. E quem disse isso foi o próprio Presidente do Congresso Nacional, Arthur Lira (PP-AL).

Recentemente, o Governo Federal anunciou oficialmente a prorrogação do Auxílio Emergencial por mais três meses. Isso certamente dá ainda mais fôlego para as pessoas que estão trabalhando na produção do novo Bolsa Família

Beneficiários

Além dos valores do programa, a ideia do Governo é aumentar também o número de beneficiários do projeto. Ainda de acordo com o jornal Folha de São Paulo, o mais provável mesmo é que mais 2,2 milhões de pessoas entrem no benefício.

Segundo informações do Ministério da Cidadania, quando se soma os brasileiros que estão recebendo o Auxílio Emergencial neste momento, o Brasil tem cerca de 14,7 milhões de beneficiários do programa Bolsa Família. 

O mais provável é que esse número passe a ser de cerca de 17 milhões a partir do próximo mês de novembro. O que falta saber agora é quem seriam as pessoas que entrariam no programa nesta nova fase de pagamentos. O Governo Federal ainda não explicou este ponto.

2 Comentários
  1. Paulina Diz

    Sou cadastrada no Bolsa Família é só recebi as duas primeiras parcelas do auxílio emergencial, em Junho foi cancelado o meu auxílio e o dinheiro que eu tenho no bolsa família também não recebi, como fica a minha situação

  2. Maria Helena Moraes Marques da Silva Diz

    E quem não tem o cílio emergencial e não recebe Bolsa Família o que como é que faz

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.