Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4.4/5 - (13 votes)

NOVO auxílio de R$1.200 tem pagamentos liberados

Recentemente, o Projeto de Lei 2099/20 foi aprovado pela Comissão dos Direitos da Mulher.

O auxílio permanente no valor de R$ 1.200 pode ser concedido para mães solteiras chefes de famílias monoparentais. Recentemente, o Projeto de Lei 2099/20 foi aprovado pela Comissão dos Direitos da Mulher.

Veja também: Redução do valor do Auxílio Brasil em 2023

Para ter direito ao benefício, as mulheres devem cumprir alguns requisitos, como:

  • Ter idade mínima de 18 anos;
  • Não ser titular de quaisquer benefícios;
  • Não possuir emprego formal;
  • Ter renda per capita familiar de até meio salário mínimo (R$ 550), ou renda bruta mensal de até três salários mínimos (R$ 3.300).

Auxílio permanente de R$ 1.200

O PL é de autoria do ex-deputado Assis Carvalho, e relatado pela deputada Erika Kokay. A parlamentar acrescentou a proposta uma emenda que prevê o reajuste anual do auxílio conforme o INPC, índice que determina o valor do salário mínimo.

De acordo com o texto, a intenção é ajudar as mulheres em situação de vulnerabilidade desamparadas em meio a pandemia e a crise econômica. Além disso, o auxílio visa ajudar os dependentes/filhos dessas mães.

O projeto tramita em caráter conclusivo nas comissões de Finanças e Tributação; Constituição e Justiça, Cidadania e de Seguridade Social e Família. Após sua aprovação, será necessário a regulamentação em até três meses pelo Poder Executivo.

Como deve funcionar

Vale ressaltar que caso seja aprovado, o valor de R$ 1,2 mil será disponibilizado as beneficiárias por meio dos bancos públicos federais por uma espécie de conta poupança social digital, como a do Caixa Tem. Contudo, a abertura da conta poupança digital será automática e sem custos de manutenção para a mãe solo.

Novo auxílio de R$1.000 para desempregados

Os cidadãos em situação de vulnerabilidade social, desempregados e Microempreendedores Individuais (MEI), poderão ter acesso a um auxílio no valor de R$1.000. A medida visa atender cerca de 45 mil pessoas com um valor de quase um salário mínimo.

O auxílio com o valor de R$1.000 mensal já está na segunda etapa. O objetivo do valor é garantir a bolsa para cerca de 180 mil paulistas. Os interessados em participar da iniciativa devem residir no estado de SP, terem mais de 18 anos de idade, serem alfabetizados e estarem desempregados ou registrados como MEI.

Cumprindo os requisitos, basta acessar o portal Bolsa Povo e realizar a inscrição. Em caso de dúvidas, entre em contato com a Central de Atendimento no número:

  • 0800 7979 800 (segunda a sexta, das 8h às 18h. O atendimento eletrônico é 24h); ou
  • (11) 98714-2645 – WhatsApp (atendimento eletrônico 24h).

Após realizar a inscrição, o candidato passará por uma análise para que seja aprovado. Concedido, terá direito a um benefício no valor de R$ 1 mil, que será repassado em duas parcelas de R$ 500.

Porém, para manter o recebimento do Bolsa Empreendedor, o cidadão deverá participar de um curso gratuito de empreendedorismo, que será promovido pelo Sebrae. O Empreenda Rápido exige uma frequência mínima de 75%, além da formalização como MEI ou de outro regime rial com Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ).

Segundo o governo do Estado, o programa terá um investimento máximo de R$ 100 milhões. A intenção é amparar os trabalhadores autônomos que tiveram os negócios diretamente afetados pela pandemia do coronavírus, além de estimular o surgimento de novos empreendedores.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico de São Paulo ressalta que o benefício concedido mediante ao Bolsa Empreendedor dará prioridade ao público feminino, na sequência jovens, pretos, pardos, indígenas e pessoas com alguma deficiência (PCD).

Todavia, todos esses grupos passarão por uma triagem de qualificação para serem efetivados no mercado empresarial. Os cursos de capacitação terão uma carga horária de 20h ou 10h aula de modo virtual.

4.4/5 - (13 votes)

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

21 Comentários
  1. Nancy Regina Barbosa Diz

    Eu só acho que teriam que averiguar bem,porque infelizmente, sabemos que muita ( mãe),pega esse dinheiro e vai beber,usar drogas e simplesmente não vai tá nem aí pros filhos. E quem cuida é as avós

  2. Cristiane Fernandes Diz

    Olha sou mãe solteira , trabalho na rua vendendo as coisas ,ganho pouco mais corro atrás de sustentar meus filhos , e eu acho um absurdo esse benefício aí ,palhaçada um monte de idoso tendo que sobreviver com merreca e o governo alimentando a preguiça das pessoas ,porra fez filho corre atrás ,vende bala ,vende água , eu vendo e sustento meus filhos , o país está virando piada já

  3. Elna Diz

    Assim que passar na mão do presidente será vetado.

  4. Nilda Alves da Silva Diz

    Se esse auxílio for mesmo aprovado vai ser uma bênção pq estou desempregada a mais de 2 anos. Sou mãe solteira mãe de 2 filhos. Estava recebendo o auxílio emergencial mas agora com esse novo auxílio recebi 65 reais. Muito difícil.

  5. Joicelene Diz

    Sou mãe solteira estou no auxílio Brasil mas e muito pouco só recebo 400 reais pra sustentar 5 filhos não da não

  6. Luzimar Diz

    Essa lei é a lei mais ridícula de todos os tempos.O governo quer bancar quem tem condições de trabalhar e incentivando mulheres a fabricarem seres humanos para ter boa vida sem fazer nada, e enquanto isso os BPCS não tem nem teve nenhum benefício desde que as covid entrou no país, nós que dependemos de uma ajuda pois somos mãe solo, doentes ,limitados por conta de nassas infermidades, não fomos lembrados em momento algum.Este ano de 2022 ja sei em quem votar e em quem não votar.

  7. Alinne Diz

    Esperando anciosa por esse auxilio mae solo ….Sera de uma grande importancia para nos maes solo que vivemos com menos de 1 salario minimo.

  8. Rosivania pereira dos Santos Diz

    Não gostei dessa desisao do governo de dá um salário para os jovens de 18 anos em São Paulo, e os outros não contam , aqueles que tem mais de dezoito anos e estaõ desempregados não tem família e moram de favor ou estão veneráveis, esses não contam ?

  9. ALINE CRISTIANE RICARDO MACHADO Diz

    Não trabalho e tenho uma filha pra sustentar não pego nenhum benefício minha mãe que faz uns bico pra nós sustentar

  10. Naiane Diz

    Quero sabe qual telefone podemos ligar

  11. Karina Morais Garcia Diz

    Eu sou mãe de quatro filhos e não recebo bolsa família não aprovou porque eu pago aluguel estou desempregada dependendo do pai do meus filhos de dinheiro de pensão que é pouco e eu recebo 150 só do auxílio emergencial como se eu fosse só eu sozinha sem filhos
    É um absurdo!

  12. Ilson Caetanocaeta Diz

    Estou desenpregado a 3 anos estou precizando muito receber este auxílio deus vai nus ajudar que vai dar tudo certo

  13. Maria de Lourdes do Nascimento Oliveira Diz

    Não entendi porque não recebi nós último auxílio só 150 reais.

  14. Vera Lucia farias de Carvalho Diz

    Como e q vamos receber precisa de inscrição cadrastro algo do tipo quando for aprovado???

  15. Maria de Lourdes do Nascimento Oliveira Diz

    Estou desesperada ,meu esposo também e meu filho de 20anos todos despregada
    Gostaria de saber se tenho direito de receber o auxílio
    Nós fazemos bico para sobreviver

  16. Eudete oliveira lima Diz

    Eu acho que deveria libera pq tem muita gente passado foRme

  17. Aparecida Diz

    Tenho um bar e lanchonete,mais o movimento está péssimo ,moro de aluguel ,e está atrasado 2 messes , não sei o que vou fazer .preso que mim encaixe aí ,por favor . Te agradeço muito.

  18. Luciana de Oliveira Diz

    Que bom fico feliz em saber que a Educação cada vez está melhorando e cada vez fazendo novos proficionais

  19. Renata Diz

    Entao ainda nao esta liberado ainda o auxilio mae solo, pois esta tramitando. Porque usar o titulo com pagamento liberado se ainda nem foi aprovado?

  20. Meri Fátima Antunes Diz

    Desculpa

  21. Meri Fátima Antunes Diz

    Sou uma mulher de 54 anos sou cabeleireira não tenho renda fixa aliás tô atendendo a domicílio mas tá muito difícil ninguém tem dinheiro pra ti pagar então pesso se for possível me encaixar no auxílio em qualquer um q possa me dar algum dinheiro tô apavorada não tô
    conseguindo pagar minhas contas até hoje não consegui me escrever em nada desde já agradeço

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.