Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

NOVA prorrogação do auxílio emergencial até 2022 com a calamidade pública

Acionando o dispositivo de calamidade pública, o Governo Federal não precisaria se preocupar com o teto de gastos para aumentar o Auxílio

O Governo Federal ainda não sabe exatamente se vai prorrogar o Auxílio Emergencial, e muito menos sabe como vai fazer isso. De acordo com informações de bastidores, muitas são as ideias, mas nenhuma delas foi concretizada de fato ainda. Notícias da imprensa dão conta de que uma ala do Planalto quer retomar o período de calamidade pública.

Para quem não sabe, esse é dispositivo que, quando acionado, permite que o Governo Federal deixa de se preocupar com o teto de gastos. Na prática, isso quer dizer que eles poderiam gastar com o que quisessem sem nenhum tipo de impedimento fiscal. Pelo menos é isso o que se sabe oficialmente.

No ano passado, esse dispositivo valeu durante vários meses. Aliás, foi ele que permitiu que o Governo Federal acabasse pagando valores mais altos no Auxílio Emergencial. De acordo com o Ministério da Cidadania, algumas mulheres chefes de família chegaram a receber parcelas de R$ 1200.

Caso esse período de calamidade pública volte de fato, então o Governo teria liberdade para retomar esses pagamentos. Isso quer dizer que existe sim neste momento uma chance de o Auxílio Emergencial passar a pagar uma média maior e também aumente o número de beneficiários a partir de novembro.

Só que neste momento, o mais provável é que isso não aconteça. É que mesmo que o Governo decida acionar esse gatilho, então se imagina que eles iriam seguir querendo economizar e não gastar muito. Seria portanto apenas uma ajuda para que as pessoas que já estão recebendo o benefício, sigam com ele por mais tempo.

Ministério da Economia

Há um impasse gigantesco para essa ideia. E ele responde pelo nome de Ministério da Economia. A ala comandada pelo Ministro Paulo Guedes é totalmente contra a ideia de retomar o período de calamidade pública.

Em entrevista recente, Guedes argumentou que esse dispositivo pode ser uma enganação. Ele disse que mesmo que o Governo ganhe o direito de gastar mais, a conta vai chegar depois. Ele argumentou que os mais pobres é que pagariam essas despesas.

Guedes também teme o que aconteceria no mercado com esse anúncio. De acordo com ele, isso poderia ser visto como um sinal de que o Brasil não conseguiria arcar com as suas contas e que, por isso, não valeria a pena investir.

Retomar calamidade era uma possibilidade?

Desde a retomada dos pagamentos do Auxílio Emergencial este ano, o Governo Federal vem argumentando que não pode mexer no teto de gastos. Por isso, eles decidiram pagar valores mais baixos este ano.

Enquanto em 2020, o Planalto chegou a fazer pagamentos mensais de R$ 1200, agora o máximo que eles estão pagando são ciclos de R$ 375. Caso o Governo decida retirar o teto agora, pode ser que a oposição questione o porquê de o Planalto não ter feito isso antes.

É que se sabe que milhões de pessoas que precisam do Auxílio passaram os últimos meses sem receber nenhum tipo de ajuda. E eles podem ter passado por toda essa situação, mesmo com o Governo Federal sabendo que poderia ter retirado o teto de gastos e colocado mais gente para dentro do programa. Essa é, portanto, uma questão complexa.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

26 Comentários
  1. Euripedes Bueno Alves Diz

    É lamentável tudo isso, que acontece conosco,
    Esses políticos estão doentes, doença incurável,
    A hipócrisia do miocárdio vascular,
    Quero que vem na minha casa pedir voto,
    Vão receber o que estão merecendo…

  2. Wilson Roberto Diz

    Sei que tem muitas pessoas passando necessidade, mas também muitos se acomodaram com o auxílio do governo, assim como acontece com o bolsa família, é sabido que muita gente deixou de procurar emprego por receber o auxílio bolsa família, que para governos passados virou moeda de troca por votos. Está na hora de se fazer um pente fino e ver quem realmente necessita desse auxílio. Em nenhum outro país do mundo esse tipo de ajuda acontece. Porque só no Brasil?? Sempre tem a política por trás dessas ajudas,ninguém dá nada de graça, aliás quem paga esses auxílios é o próprio povo brasileiro pagando os impostos. E vejo todos os dias informações de vagas na indústria e no comércio, as pessoas precisam se qualificar e não ficar esperando cair do céu

  3. Marcelino Diz

    Para os Políticos é simples assim falar todos eles falam quero ver eles ficarem batendo dóis ovos para dividir pra quatro pessoas eles ganham quanto quer dinheiro na mão hora que quiser na verdade tudo canalhice pura temos que trocar todos eles são pura corrupção

  4. Mariam Hassan Traia Diz

    Eles sabem que o valor pago é muito baixo, mas dizem que dá para se manter. É só para dizer ” olhem estamos ajudando os necessitados ” .É apenas um teatro para amanhã pedirem votos da população.

  5. Révia Negreiros Diz

    Sérgio William Tou Diz tbm penso assim, pois muitas mães que vivem com o pai dos seus filhos fez cadastro como mãe solo e receberam duas cotas…

  6. Raimundo Diz

    Interessante, se fosse para aumentar os salários deles já tinham resolvidos sem problemas algum mas como é para ajudar a polulacao que estão passando fome e essa sacanagem, na verdade o povo serve somente para duas coisas para esses políticos corruptos para pagar Impostos para bancar os salários milionários deles e para votar, só pra isso

  7. Maria do Socorro de Oliveira Diz

    Deus do céu pronto eu e minha família 👪 ta psando fome eu estou com Trancoso o tratamento é carro vou se despejada com a prestação da casa que pago aluguel tá atrasada e que tenho é aposentadoria por idade pra cobri os gastos e minha saúde vamos todos merecem de fome e mora debaixo de ponte tenha dor salaro de Chico anisio

  8. Ivanete Diz

    Muito complicado estou desempregada e não consigo receber.e que está trabalhando com carteira assinada está recebendo isto é revoltante,tenho crianças pequenas e tenho passado necessidade com meus filhos muito complicado.E ainda estou de covid

  9. Rose Diz

    Eu fico chocada com tanta indignação com o povo ,esse auxílio de 150 reais hoje só da p comprar o gás porque a gasolina vem aumentando absurdamente, com isso até o básico não está dando p comprar agora vê se os políticos consegue sobreviver com esse mínimo falar e fácil e uma patifaria total o Brasil e um país que se não houvesse tanta corrupção não haveria necessidade desse auxílio porque somos um país rico mas temos políticos que não sabem administrar e fica dando uns de loco chega né.

  10. Mauro sergio Diz

    Por isso que a criminalidade vem crescendo bandidos descendo p pista de fuzil roubando descaradamente cargas e levando p comunidade p moradores pegar mercadorias . Isso é por causa dessas coisas aumentando mercado gasolina luz etc e pelo que eu vejo é daqui pra pior

  11. Elzinha Diz

    Pelo preço abusivo dos alimentos em geral de tudo né…Teria q ser pago para todos viver melhor porque anda faltando até carne na mesa de muitos..aí vcs vem uns aí gloriar q qualquer ajuda tá bom.. tá vc q defende essa tesse deve ser bem empregada e ganhar horrores .. ótimo para vc..temos q ser mais calorosos uns com os outros o certo seria uns 4 mil a 5 mil por família porque são muitas bocas para comer..Quanto ganha o q vc elegeu política?

  12. Deise Diz

    Realmente é uma vergonha e humilhante um pai de família receber 150.00 enqto vemos nas redes sociais roubos desses politicos e pessoas sendo pagas milhoes pra cantar por algumas horas e ainda ostentam, rindo da cara do povo passando fome…vergonha de ser brasileira…

  13. Caio Britz Diz

    EU SEI QUE A COVID FEZ AS PESSOAS E AS FÁBRICAS PARAREM, MAS O BRASIL É UM PAIS RICO, ENTÃO NÃO VENHAM COM ESSE PAPO QUE NÃO PODEM PAGAR, QUE O ORÇAMENTO DESSE ANO NÃO CABE MAIS DESPESAS E BLÁ BLÁ BLÁ!!!….. MAS QUANDO É PARA AUMENTAR O SALÁRIO DO PRESIDENTE E DE TODOS OS OUTROS POLÍTICOS “PODE”….. CHEGA DE PATIFARIA, O POVO TA MORRENDO DE FOME, METE LOGO A CANETA E TRÁS O AUXÍLIO EMERGENCIAL PARA NO MÍNIMO 600,00 NOVAMENTE, ASSIM O POVO FICA MAIS CONTENTE E FOMENTA A ECONÔMICA!!!…. ESSE MINISTRO DA ECONÔMICA JÁ DEVERIA TER CAIDO, ELE NÃO TEM PLANO NENHUM PARA O BRASIL SE RESTABELECER, E NÃO ESTÁ NEM AI COM O POVO BRASILEIRO, JUNTO COM ESSE PRESIDENTE INCOMPETENTE.

  14. Felipe Diz

    Eles dão o dinheiro com uma mão e tão tirando com as duas

  15. BARBARA MONIQUE LINS QUEIROZ Diz

    Esse país é uma vergonha.Colocar 150 pra uma pessoa receber e comer o que?Tinha que colocar um infeliz desse que trabalha no governo um dia pra passar a receber isso.Ganhar o que eles ganham é mole e nos tratar como lixos…tudo se aumenta …Vergonha de governo

  16. Sérgio William Tou Diz

    Já está começou errado no ano passado. O rateio deveria ser de $600, 00 p/ todos os inscritos igualmente , hoje todos estariam recebendo essa quantia sem problemas. Mas inventaram essa de “mãe de familia” que não poderia receber igual a todos , agora recebem $350,00 no máximo e os outros milhões de brasileiros desempregados e sem renda $150,00 p/ pagar a luz e ir a padaria.

  17. Marcelina Vieira sousa Diz

    O que MS me revolta é qd vai um monte de políticos economistas falar do que está acontecido.. MS nenhum dar uma solução pra situação…MS a gente aguenta aí mas um ano e um pouquinho de taça…..manda ou pra pior ou pra melhor ..MS desse jeito não pode continuar

  18. Marcelina Vieira sousa Diz

    Uma família com duas pessoas recebe 150 de auxílio o gás é 135 ..terá que vender o fogão pra comprar o que cozinhar..onde será que vamos parar

  19. Marcelina Vieira sousa Diz

    eu queria receber de 15 a 25 mil…daria a adeus as necidades e aos apertos da vida por falta de dinheiro ….é pena que é privilégio de poucos💰

  20. Arlete Dias Dos Santos Corona Diz

    Eu acho que toda a ajuda , nem que seja pouca e válida…. até o mercado se aquecer novamente.
    Porque tem muitas lojas e comércios fechando as portas…a falta de emprego nesse momento ainda é muito grande.

  21. Leila Maria Diz

    É infelizmente a maioria das pessoas que dependem desse auxílio realmente precisam muito dele,seria maravilhoso se todos conseguissem um emprego de carteira assinada e não precisassem mais depender dessa ajuda que atualmente pra maioria que recebe mal da pra comprar o básico uma vez que julgam que o menor valor 150,00 é suficiente pra uma pessoa se manter. Com os aumentos constantes e o alto preço do gás,luz e pq não dizer até um remédio, é muito difícil vc ter condições de trabalhar qdo a maioria dos empregos estão escolhendo por idade ou até mesmo por indicação de alguém. Eu estou desempregada desde de 2020 tenho experiência nas áreas a que me candidato e mesmo assim não consigo trabalho de carteira assinada,chega a ser desesperador vc depender de um auxílio que seria pra se manter num período tão crítico e de repente acaba e ainda assim se continua pagando os valores só diminuem mas os preços não. Desculpem por alongar mas é um desabafo tbm, adoraria ter um emprego com salário justo mas as coisas não são como o governo pensa ninguém consegue emprego de uma hora pra outra só pq o auxílio acabou ou a pandemia está controlada. Tenho certeza que qualquer pessoa que está dependendo dessa ajuda preferia estar trabalhando de carteira assinada com um salário digno mas não assim que acontece, ninguém arruma emprego no dia seguinte ao término do auxílio.

  22. Dora Diz

    Deus de misericórdia 🙏🏻 A inflação em descontrole total. Gente que se suicida por dívidas. Criminalidade em alta. E nos os autônomos,assim como tantos outros Brasileiros somos “ridicularizados” com essa ajuda que foi reduzida,onde deveria ao menos ter sido mantido o que foi pago no início da pandemia. Que já está de volta e de forma mais devastadora.

  23. Carla Diz

    O engraçado é que, eles acha que esse valor da para a pessoa comer, beber, comprar o gás etc… Eles ganha um salário de 17 a 25 mil e fora os benefícios. O salário do brasileiro é essa miséria

  24. Júlia Diz

    Pra mim tá tudo um desastre muito caro a luz a água os alimentos no mercado desanimador.

  25. Ygle Diz

    Como não sabem ,não é 2ou 4 pessoas desempregadas são mais de 14 mil pessoas e cada dia que passa aumenta o desemprego ,se não conseguem ajudar o povo com o auxílio Emergêncial então consiga emprego para o povo pq todos tem família e filhos para sustentar !!!

  26. Mirtes Spera Diz

    Nunca se viu uma inflação tão rápida e contínua assim. Que eles tenham diretrizes sobrenatural para resolverem isso, em nome de Cristo Jesus!
    Espero que vocês comuniquem as manchetes direito, sinceramente sem insinuações. Com certeza as pessoas querem saber esse assunto, mas não precisa fingir…

  27. Debora Cristina Xavier Fausto Diz

    Estamos em calamidade sim porque tudo aumentando, gasolina, gás alimentos estamos desesperados. Cadê o governo para dar um basta nesses aumentos abusivos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.