Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

MT:  Cuiabá tem baixa procura pela vacinação por profissionais da educação 

Em Cuiabá, Mato Grosso, os profissionais da educação foram os que menos compareceram para a vacinação contra o novo coronavírus, segundo dados do Banco de Dados da Secretaria da Saúde da cidade. 

Logo em seguida vem as pessoas com comorbidades entre 50 e 54 anos e em terceiro lugar os profissionais da saúde do município. 

Juntando os três grupos, são cerca de 3,5 mil pessoas que deixaram de tomar a vacina nos dias e horários marcados. 

Além disso, nos feriados e finais de semana em Cuiabá, cerca de 75% das pessoas que agendaram para receber a vacina não compareceram. 

Em todo o caso em Vargem Grande, região metropolitana de Cuiabá, 1.945 não apareceram para se vacinar conforme o agendamento prévio realizado entre os dias 5 e 12 deste mês, fato que preocupa as autoridades locais. 

Enquete busca entender os motivos pela baixa procura

Segundo uma enquete realizada pelo portal G1, diversas pessoas não tem honrado o agendamento e comparecido nos postos de vacinação por esses motivos:

  • Para 37,42% das pessoas que responderam a pesquisa, eles acharam muito burocrático o processo de agendamento;
  • Já para 32,5% alegaram que faltam informações;
  • E por fim, 24,54% responderam que não acreditam na eficácia das vacinas contra a Covid-19. 

No entanto, vale destacar que os cientistas apontam a vacina como o principal caminho para combater a pandemia do novo coronavírus. 

Afinal, o corpo humano acaba produzindo anticorpos contra o vírus causador da doença que já levou à morte quase meio milhão de brasileiros e quase 2 milhões de pessoas no planeta. 

Vale destacar que em alguns locais dos Estados Unidos a rotina das cidades começam a voltar ao normal e praticamente sem restrições, devido a vacinação em massa da população.

E então, o que achou da matéria? Compartilhe com quem precisa saber desse assunto!

Não deixe de ler também – Home office e homeschooling na pandemia: os dois lados da moeda

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.