Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Melhore a sua relação com o dinheiro através do planejamento financeiro

Melhore a sua relação com o dinheiro através do planejamento financeiro e alcance seus objetivos pessoais em curto, médio e longo prazo. Veja dicas!

O planejamento financeiro requer ações assertivas e direcionadas

O planejamento financeiro requer ações assertivas e direcionadas, no entanto, para que tais ações sejam resolutivas é necessário que você tenha clareza sobre a sua situação financeira, para isso é importante que você realize um mapeamento.

Faça um mapeamento de sua situação financeira 

 O mapeamento da sua situação financeira requer que você categorize seus gastos e separe-os entre custos fixos e custos variáveis. Dessa forma, você poderá direcionar ações assertivamente para que viabilize seus fluxos pessoais.

São custos fixos os gastos pertinentes a sua rotina, como fornecimento de energia elétrica, água, telefone fixo, celular, internet , aluguel, dentre outros. Já os demais são seus custos variáveis.

Tenha clareza sobre as suas dívidas e planeje cada renegociação

 Sendo assim, é importante que você também tenha clareza sobre o valor de suas dívidas para que verifique a possibilidade de realizar acordos financeiros.

O Feirão Serasa Limpa Nome oferece descontos interessantes para o inadimplente, pois ultrapassam 90% do valor total da dívida.

Por isso, pode ser importante para você saber o valor atual da dívida para verificar a viabilidade dessa renegociação.

Evite criar um ciclo negativo ao tentar pagar dívidas

Todavia, dentro de um planejamento financeiro é importante que você tenha clareza sobre os seus gastos para que direcione valores fixos para algumas finalidades.

Por exemplo, para que você realize renegociações é importante que você limite o valor das parcelas. Sendo assim, caso você tenha muitas dívidas é importante que você faça acordos de uma parte delas, e, posteriormente, faça da outra parte.

Isso porque ao realizar acordos, você pode controlá-los. No entanto, caso você faça muitos acordos ao mesmo tempo, você corre o risco de criar um fluxo negativo ao tentar pagar suas dívidas.

Separe as suas metas pessoais em prazos

 Além disso, o planejamento financeiro requer que você separe as suas metas pessoais em prazos para que você verifique quais ações podem ser tomadas.

Faça trocas viáveis financeiramente dentro da sua rotina 

Por exemplo, você pode realizar pequenas trocas na sua rotina que viabilizem economias para que você alimente uma poupança. Uma vez que a poupança deve ser alimentada como um hábito para que você tenha uma reserva de emergência, ainda que os valores economizados dentro dessa rotina sejam baixos.

Uma vez que modificando seus hábitos você pode modificar a sua relação com dinheiro em longo prazo, e isso fará a diferença em todos os seus planos pessoais.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.