Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Cartão de crédito: vilão ou mocinho das finanças?

Os níveis de endividamento estão atingindo patamar recorde no Brasil. Para se ter uma ideia, o patamar de julho foi o maior desde 2010. Será que neste cenário o cartão de crédito é mocinho ou vilão?

Os dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), ainda apontam que no fim do primeiro semestre do ano 69,7% das famílias brasileiras estavam endividadas.

Pela segunda vez seguida o mês fechou com alta da inadimplência. Sendo que o aumento do endividamento foi de 1,7%  se comparado com maio e de 2,5% com a junho de 2020.

Nesses números o cartão de crédito ganham destaque: 81,8% do total de famílias endividadas dizem que este é a principal tipo de dívida. 

Mas até que ponto o cartão é mocinho ou vilão?

Confira:

Cartão de crédito: utilização e juros rotativo

Os motivos que o cartão de crédito vem atingindo este patamar podem ser considerados como a facilidade de crédito, parcelamento na compra de itens sem juros, além de programas de pontos, como o cashback. 

Mas até que ponto a utilização dele pode ser boa ou ruim? Importante destacar que o cartão de crédito não é vilão e nem mocinho. Ao mesmo tempo que ele pode ser os dois, em situações diferentes, tudo isso vai depender de como ele é utilizado.

Na hora de parcelar itens essenciais ou então complementar a renda do mês até o próximo pagamento ele pode ser um importante aliado. Inclusive, na hora de comprar alimentos, já que há mercados que parcelam as compras sem juros.

O uso do cartão de crédito em si não faz dele um vilão, o problema mesmo são os juros. E quando são cobrados os juros?

Os juros cobrados no cartão de crédito são os juros rotativos, que podem chegar até 300% ao ano. Eles são aplicados no caso de parcelamento da fatura, pagamento do mínimo ou então saque em dinheiro.

Aí que mora o problema e o cartão de crédito pode se tornar vilão da sua vida financeira – quando a utilização dele é tanta que você não consegue pagar a fatura por completo.

Não pagar a fatura por completo te levará a ter prejuízos, já que, como já dito, os juros do cartão de crédito – chamados de rotativo – são altíssimos.

Isso sem falar na possibilidade de gastos supérfluos que prejudicam a sua vida financeira. Na hora de usar o cartão de crédito, se ele será mocinho ou vilão, depende de como você escolhe utilizá-lo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.