Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

MEI: veja o que Guedes garantiu

Você é MEI? Saiba o que Paulo Guedes, ministro da Economia, retirou a possibilidade de alterações para microempreendedores, micro e pequenas empresas, sendo assim o Simples Nacional e MEIs.

A fala aconteceu na sequência de um desencontro de posicionamentos, já que o secretário da Receita Federal, José Tostes Neto, teria dito que alteração no Simples, que afeta o MEI, deveriam ser realizadas.

O que Guedes descartou. “O sistema Simples está mantido. Ninguém vai mexer no Simples, ninguém vai mexer no MEI”, defendeu ele.

A declaração foi dada em coletiva sobre a arrecadação federal.

Quem levantou possibilidade de revisão do MEI?

o secretário da Receita Federal, José Tostes Neto, disse no início de julho que seria preciso revisar tanto o Simples Nacional quanto o MEI.

Tostes tinha adiantado que havia uma possibilidade de isso acontecer na sequência da reforma tributária que pretenda alterar a tabela do imposto de renda.

Imposto de renda

O Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ) também está em discussão. A ideia inicial era cortar 5% até 2023.

O relator do projeto na Câmara, deputado Celso Sabino (PSDB-PA), depois de críticas propôs diminuir ainda mais – mais especificamente cortar pela metade saindo de 25% para 12,5%.

A medida prevê retirar 10 pontos da alíquota já no ano que vem e outros 2,5% em 2023.

Guedes ainda defendeu que a mudança pode ser realizada devido ao aumento da arrecadação.

“Nós estamos desonerando as empresas. Os impostos, que estão entre 34% e 39%, nós queremos puxar para a faixa dos 25%.”

Taxação de super ricos

O ministro ainda voltou a falar da tributação de dividendo que devem atingir os super-ricos.

“Vamos tributar lucros e dividendos, que não pagam impostos: há mais de 25 anos foram isentos. É a jabuticaba brasileira, é uma máquina de privilégio: você favorece os super ricos e taxa as empresas”, finalizou.

Veja aqui o que se pretende fazer com o dinheiro do super-ricos, a quantia já estaria bem definida e deve beneficiar a população em vulnerabilidade social.

A taxação deve gerar valores de R$ 100 bilhões, estima o governo. E metade deste valor R$ 50 bilhões já estaria reservado.

 

12 Comentários
  1. Marcos Diz

    Bom dia tbm sou MEI vcs falando desse ou daquele político é pura hipocresia de vcs , pq trabalho normal consigo pagar as contas de boa e ainda sustento minha família de boa acho que vcs que tanto reclamam acredito que tem mei e só esqueceram que tem ki trabalhar tbm pq não tem outra explicação pra isso . Sem mais ,passar bem .

  2. Rafael Diz

    Queria legalizar minhas cocadas, mas é tanta exigência e gasto q eu nao consegui.
    Tentei trabalhar de toda forma, mas infelizmente estamos em um país que todos os políticos só visam eles mesmo, são gananciosos e os de baixa renda que se ferrem, as empresas acham que estão pagando muito, 1 salário mínimo não consigo cuidar da minha família então o que me resta é continuar vendendo droga para os rico. Não faço mal a ninguém mas preciso cuidar da minha família. e a música continua… é que o de cima sobe e de baixo desce

  3. Selma da Silva Eloi Diz

    Sou SEI,pago minhas contas com dificuldade, vivo pegando dinheiro com o banco pra tentar me organizar, mais está difícil, graças a Deus nosso prefeito de Seropédica tá fazendo um trabalho excelente i eu estou começando ver resultado, pena que no momento só estou vendendo na feira uma vez por semana, que é aos sábados, mais vou conseguir colocar 4xpor semana e vai melhorar.🙏

  4. Trigorrr Diz

    Esse Governo nunca foi a favor do povo Brasileirooo! Nuncaaaaaaaaa

  5. Alex Barboza Diz

    Sinceramente os impostos eram mal aplicados nos governos passados. Porém vejo a vontade do novo governo federal de mudar o Brasil para melhor. Vejo as mudanças nas áreas e antes da pandemia estava a economia melhor quê outros países. Enfim veio a pandemia e mesmo vamos nos levantar novamente. @alexproficial

  6. José do Egito Diz

    Todos são ladrões e sem conversa quem defender esses ladrões não tem amor na própria família , se não fosse ladrões eles não perdoa nem a questão da vacinação , todos nós vamos ver a polícia federal agir com esses ladrões

  7. José do Egito Diz

    Bom dia ,. Sou pequeno empresário , nunca vi tanto roubo nem na época do Lula fui tão roubado , esse Guedes e os demais vão deixar suas descendências por gerações milionários e nos pagadores dos mega salários desses ladrões temos de ralar e ralar para conseguir arrumar o dinheiro . O presidente Jair Bolsonaro ajuda os pequenos empresários aí o senhor tem o poder abaixo de Deus 🙏

  8. JACKSINEI TOBIAS DA SILVA Diz

    Sou MEI tentei trabalhar corretamente não consegui pagar as das desisti , estou trabalhando só pra sobreviver ,não tem ajuda de ninguém eo governo governos bancos só visão lucros exorbitantes. Pais desigual esse Brasil, só empresta dinheiro tem muito dinheiro. José MEIs estamos por nossa conta.

  9. Catia Correia Dos Santos Diz

    Tou pagando meu Mei com toda dificuldade , me poupe viu.
    Vocês deveriam melhorar mas isso sim

  10. Mylla Diz

    Exatamente, se todo dinheiro fosse usado para o povo de forma correta, pagaríamos sem problemas. Contudo hoje nos encontramos desamparados pelo governo, sem expectativa sólidas de equidade na cobrança desses impostos.

  11. Pedro Diz

    Imposto não é roubo porém é imposto. Se o dinheiro do contribuinte for bem aplicado eu não me importaria em pagar imposto.

  12. Daniel Augusto Carvalho Diz

    Só faltava mesmo aumentar tributos de pequena empresa e meis !esse” Tostes” aí tá com rabo preso .vão cobrar desses colarinhos brancos aí e mega milionários que estão aumentando a desigualdade social ainda mais, se aproveitando situação atual de pandemia.é incrível como não se vê incentivo algum pra nossa situação mudar a décadas e décadas. A justiça e tendenciosa e quem paga a conta são os pequenos empresários e os mais pobres.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.