Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Novo Bolsa Família tem R$ 50 bi dos ‘super-ricos’

Você quer saber como o governo irá pagar o valor do novo Bolsa Família? O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que já tem a solução pagar a quantia a mais com o imposto sobre os ‘super-ricos’. A expectativa é pagar R$ 280 com a reformulação do programa.

“Vamos taxar os super-ricos para financiar a redução de imposto aos assalariados e fortalecer o Bolsa Família”, revelou Guedes em entrevista ao jornal Valor Econômico.

Taxação dos super ricos e novo Bolsa Família

A taxação dos super-ricos viria da aprovação da reforma tributária, de acordo com o ministro.

É calculado que seriam arrecadados a mais R$ 100 bilhões com as mudanças e deste valor R$ 50 bilhões seriam encaminhados para pagar os custos do novo Bolsa Família.

“Você vai ter que pegar esses R$ 100 bilhões de aumento de arrecadação e dizer que eles financiaram a redução das alíquotas do Imposto de Renda e vai ter que carimbar o dividendo dizendo que ele vai financiar o Bolsa Família”, disse Guedes.

O ministro ainda comentou sobre novo Bolsa Família em relação ao teto de gastos, que limita o aumento de despesas de acordo com a inflação.

“Nós sabemos que dinheiro não tem carimbo. De um lado, tem uma porção de fontes de arrecadação, e, do outro, as despesas. O Brasil é um país carimbador de recursos. Curiosamente, se eu pegasse esse aumento de arrecadação para pagar os R$ 30 bilhões eles vão dizer que pode”, se justificou.

Quando e quanto o valor do Bolsa Família deve aumentar?

O novo Bolsa Família prevê que o valor saia da atual média de R$ 190 para R$ 280. Mesmo assim, o valor está abaixo do cálculo realizado de Defensoria Pública da União, entenda mais aqui. 

A ideia do governo é lançar o programa já em novembro, com o fim do auxílio emergencial em outubro.

O nome do programa também deve mudar, além da inclusão de novos beneficiários. As novas regras ainda não foram divulgadas.

O auxílio emergencial foi estendido por mais três meses, com o objetivo, de acordo com Guedes, de durar pelo menos até que a população adulta tenha recebido a primeira dose da vacina.

Depois disso, o novo Bolsa Família deve entrar em cena e atender a população em vulnerabilidade social.

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.