Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Liberada consulta do segundo lote de restituição do Imposto de Renda

A Receita Federal abriu nesta quarta-feira (23), a consulta do segundo lote das declarações do Imposto de Renda Pessoa Física. Esse grupo é composto por contribuintes que entregaram a IRPF em meados do mês de março.

A consulta serve para verificar se de fato as contas foram prestadas com a Receita Federal. O lote será o maior em restituições, tanto em valor desembolsado como em número de contribuintes. No total, foram contabilizados 4.222.986 contribuintes, que devem receber R$ 6 bilhões. Desse montante, 2.906.310 contribuintes entregaram a declaração até 21 de março.

Os demais contribuintes da Receita, têm prioridade prevista em lei. Dentre eles, são 97.082 contribuintes idosos acima de 80 anos, 779.763 contribuintes entre 60 e 79 anos, 54.240 contribuintes que possui alguma deficiência física ou mental e 385.591 contribuintes nos quais a maior renda seja no ofício educacional.

A consulta pode ser realizada no próprio site da Receita Federal. Vale ressaltar que, o dinheiro será pago até o dia 30 de junho.

Na plataforma, basta o cidadão contribuinte clicar em “Meu Imposto de Renda” e, em seguida, “Consultar Restituição”. Além disso, a verificação pode ser feita no aplicativo Meu Imposto de Renda, disponível para Android e iOS.

O procedimento também permite que o contribuinte verifique se possui alguma pendência que o impeça de receber a o valor da restituição. Caso sejam encontrados alguns contratempos na declaração, o cidadão deve enviar uma declaração retificadora e aguardar os próximos lotes.

O prazo inicial para a entrega das declarações do Imposto de Renda estava para o dia 30 de abril. Porém, devido a pandemia decorrente da Covid-19, o prazo foi estendido até o dia 31 de maio.

Embora tenha tido uma prorrogação, o cronograma original de restituição não foi alterado, mantendo todas as datas para a restituição dos cinco lotes, pagos entre maio e setembro, sempre no último dia útil de cada mês.

O dinheiro sempre é depositado na conta bancária informada na Declaração de Importo de Renda. Entretanto, caso a restituição não foi depositada, por motivo de conta desativada, o valor ficará disponível em até um ano no Banco do Brasil.

Nessa situação, o cidadão contribuinte pode solicitar o crédito de maneira bem simples, basta acessar o Portal BB, ou ligar para a Central de Atendimento: 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

Veja também: Bolsonaro pede que faixa de isenção do Imposto de Renda seja de R$ 2.500

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.