Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Por que os jovens querem ser empreendedores?

Entenda o que motiva os empreendedores cada vez mais novos

Observando as estatísticas, cada vez mais os jovens estão se tornando empreendedores, sendo que seus projetos são arrojados e inovadores. Por isso que hoje, nós vamos indicar por que os jovens querem ser empreendedores.

As mudanças estão acontecendo muito rápido no mundo dos negócios e, também, na vida das pessoas. Assim, os jovens de antigamente tinham orgulho de ir crescendo degrau por degrau nas empresas, começando em cargos inferiores e indo até departamentos de chefia. 

Mesmo assim, vale dizer que muitos deles só chegavam aos altos postos de chefia depois dos 35 a 40 anos, pois antes disso “eram muito novos para comandar”.

Cada vez mais jovens querem ser empreendedores -- Reprodução Canva
Cada vez mais jovens querem ser empreendedores — Reprodução Canva

Quem é o jovem empreendedor de hoje?

O jovem empreendedor de hoje é aquela pessoa arrojada, intuitiva e mais propensa a realizar as mudanças necessárias para a empresa. Por outro lado, a empresa direcionada pelo jovem empreendedor é mais leve, mais atuante no mercado e com propensão a crescer no mercado.

As startups que o digam, pois, em sua maioria, são direcionadas por pessoas jovens, voltadas para o poder inovador no mercado de trabalho. É por isso que tantos jovens querem ser empreendedores!

O que é imutável para uma empresa tradicional, como horário de trabalho, funções pré-determinadas, cada colaborador fazendo o seu trabalho, não existe numa empresa jovem.

A empresa comandada por jovens quer produtividade, independente de onde ela vem, dos horários, das funções e, principalmente, já superou a questão da individualidade. Os colaboradores trabalham em conjunto para chegar a um objetivo comum.

Quem é o jovem da Geração Z empreendendo?

Para entender o jovem empreendedor, é preciso analisar quem é esse jovem que, para muitos, faz parte da Geração Z: aqueles nascidos entre 1995 e 2010. 

Muitas vezes, esses jovens não se dão bem na escola, mas não é por isso que não valorizam o conhecimento. Estudam muito, mas conhecimentos voltados para os seus interesses e, para tanto, se utilizam de artifícios para obter conhecimento. Se preparam, buscam e são autodidatas.

Esse jovem, antes mesmo de abrir a empresa, já tem tudo premeditado, pois o objetivo central de iniciar o seu negócio é ter a sua realização pessoal.

O que as pesquisas dizem a respeito desse jovem empreendedor?

Em pesquisa recente realizada pelo SEBRAE, entre os jovens empreendedores, 1 em cada 3 já tinha planos de abrir o seu negócio antes de fazer 18 anos. 

Assim, antes de chegar à maioridade, o jovem empreendedor já estava estudando, vendo possibilidades e criando mentalmente o que e como fazer para empreender. Aqui entram também cursos profissionalizantes, estudos relativos ao negócio que queria empreender e o que era necessário. 

Por isso, muitas vezes, aquelas horas e horas trancado no quarto, tinha o objetivo de estudar e aprender!

Conflitos de gerações na hora de empreender

Não raro acontece nas famílias de os filhos acompanharem os pais, que eram empreendedores, em sua empresa, na tentativa de adequar a empresa nos moldes de suas ideias.

E também não raras foram as brigas entre pais e filhos, onde os filhos sugeriam mudanças que acreditavam gerar mais produtividade

Muito se vê, atualmente, que os filhos não seguiram o mesmo negócio dos pais, justamente por causa dessa falta de sintonia entre as visões de empreender.

Claro que também existem empresas em que a abertura dos pais foi maior para a mudança e, hoje, os jovens continuam o negócio da família, com maior produtividade e segurança.

Assim, o conflito de gerações ocorreu de forma em que ambos, pais e filhos, estiveram abertos para negociar, ampliar e desenvolver o próprio negócio.

Ao contrário do que muitos pensam, os jovens investem muito tempo em conhecimento

Temos o hábito de dizer que os jovens aprendem muito mais rápido. Na verdade, os jovens aprendem na medida em que aplicam os conhecimentos aprendidos, assim, se não for de seu interesse, ele não aprende.

Ao contrário do que muitos pensam, os jovens investem muito tempo em conhecimento

Temos o hábito de dizer que os jovens aprendem muito mais rápido. Na verdade, os jovens aprendem na medida em que aplicam os conhecimentos aprendidos, assim, se não for de seu interesse, ele não aprende.

A vantagem é que o jovem está habituado ao ambiente digital e, na maioria das vezes, tem conhecimento sobre as últimas tendências do mercado. Dessa forma, é preciso que o jovem seja sempre incentivado para seguir seu próprio caminho e conquistar seu próprio destino.

Por fim, sabe-se que o jovem que quer empreender já tem muito planejado para tanto. Por isso, pais, incentivem seus filhos a serem melhores, a procurar seus caminhos e serem empreendedores! Com certeza um bom incentivo e o estudo necessário farão a diferença nas empresas e negócios futuros!

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.