IR 2023: veja quem recebe novo lote da restituição nesta quinta, 30

Novo lote da restituição está sendo liberado nesta quinta-feira (30). Veja quem vai poder receber e como movimentar o saldo

A Receita Federal paga nesta quinta-feira (30) mais um lote residual da restituição do Imposto de Renda. Trata-se do sétimo pagamento feito pelo Fisco neste ano de 2023. Desta vez, estão sendo distribuídos R$ 762,9 milhões para pouco mais de 358 mil contribuintes em todas as regiões do país.

A ideia da nova rodada de pagamentos é atender as pessoas que caíram na malha fina e, por isso, não conseguiram receber o saldo nos lotes regulares. São cidadãos que conseguiram resolver as suas pendências. O Fisco deverá iniciar a distribuição do dinheiro a partir das 10h.

Consulta já está aberta

Assim como nos meses anteriores, o processo de consulta segue o mesmo. Desde a última semana, o contribuinte pode entrar no site oficial da Receita Federal para realizar a verificação. Basta inserir os dados mais básicos, como CPF, data de nascimento, e o ano da competência da declaração.

“A página apresenta orientações e os canais de prestação do serviço, permitindo uma consulta simplificada ou uma consulta completa da situação da declaração, por meio do extrato de processamento, acessado no e-CAC. Se identificar alguma pendência na declaração, o contribuinte pode retificar a declaração, corrigindo as informações que porventura estejam equivocadas”diz a Receita Federal. 

Abaixo, você pode conferir o passo a passo da consulta:

  • Passo 1 –  Acesse a página da Receita na internet;
  • Passo 2 – Clique em “Meu Imposto de Renda”;
  • Passo 3 – Clique em “Consultar a Restituição”
  • Passo 4 – Insira dados como CPF, data de nascimento e o ano de
  • Passo 5 – Confira se você está entre os selecionados ao recebimento da restituição neste mês de novembro.
IR 2023: veja quem recebe novo lote da restituição nesta quinta, 30
Novo lote da restituição pode ser consultado desde a semana passada. Imagem: Reprodução

Quem recebe restituição hoje

De acordo com a Receita Federal, o novo lote residual da restituição do Imposto de Renda está sendo pago nesta quinta-feira (30) para os seguintes grupos:

  • 5.774 contribuintes idosos acima de 80 anos;
  • 58.060 contribuintes idosos entre 60 e 79 anos;
  • 6.654 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave;
  • 14.863 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério;
  • 129.019 contribuintes que receberam prioridade por terem utilizado a declaração pré-preenchida ou optado por receber a restituição via PIX;
  • 144.367 contribuintes não prioritários.

Como o pagamento da restituição é feito?

Os repasses são feitos automaticamente na mesma conta que foi informada pelo contribuinte no momento da declaração do Imposto de Renda deste ano de 2023.

Se a conta ou a chave Pix informada não estiver mais em funcionamento, não há problema. Neste caso, o dinheiro é enviado para o Banco do Brasil, de modo que o contribuinte precisa entrar em contato com esta instituição para reaver a quantia.

É possível reagendar o crédito através destes canais oficiais:

  • Portal BB na internet;
  • Central de Relacionamento BB por meio dos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

Malha fina

A Receita Federal informou que pouco mais de 1,3 milhão de contribuintes caíram na chamada malha fina neste ano de 2023. São contribuintes que enviaram a declaração do Imposto de Renda com algum tipo de erro. Entre as falhas mais comuns encontradas, podemos citar:

  • 58,1% – Deduções da base de cálculo, sendo as despesas médicas o principal motivo de retenção (42,3% do total de motivos de retenção).
  • 27,6 % – Omissão de rendimentos sujeitos ao ajuste anual de titulares e dependentes declarados.
  • 10% – Divergências entre os valores de IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte) entre o que foi informado na Dirf e o que foi declarado pelas pessoas físicas nas DIRPF.
  • 4,3% – Deduções do Imposto devido, recebimento de rendimentos acumulados e divergência entre os valores declarados de carnê-leão e imposto complementar e os valores efetivamente recolhidos.

O contribuinte que caiu na malha fina deve acessar a plataforma para acompanhar se a sua declaração foi processada ou retida em malha. Para saber sobre o status do documento, basta seguir os passos abaixo:

  • Acesse o e-CAC;
  • Selecione a opção “Meu Imposto de Renda (Extrato da DIRPF)”;
  • Depois clique na aba “Processamento”;
  • Escolha o item “Pendências de Malha”;
  • Lá você pode ver se sua declaração está em malha e também verificar qual é o motivo pelo qual ela foi retida.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.