Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.8/5 - (15 votes)

INSS: Veja como crianças e adolescentes podem receber R$ 1.212

Normalmente, os benefícios do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) são concedidos a adultos e idosos. No entanto, o que poucos sabem é que crianças e adolescentes também podem ser beneficiários da autarquia.

Normalmente, os benefícios do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) são concedidos a adultos e idosos. No entanto, o que poucos sabem é que crianças e adolescentes também podem ser beneficiários da autarquia.

Esses grupos conseguem recorrer ao BPC/LOAS (Benefício de Prestação Continuada) em caso de deficiência. Ele tem o objetivo de dar assistência à criança e ao adolescente que sofre de alguma doença e que se enquadra em seus critérios de aprovação.

Dessa forma, a família do menor deve comprovar que é de baixa renda e que a criança ou o adolescente precisa da ajuda, através de documentos como atestados, exames, laudos médicos, entre outros.

Cabe salientar que para receber o BPC não é necessário contribuir com a Previdência Social, uma vez que se trata de um benefício de natureza assistencial, ou seja, pode ser concedido até mesmo para quem nunca contribuiu para o INSS.

Requisitos para receber o BPC

O Benefício Assistencial (ou Benefício de Prestação Continuada – BPC) é a ajuda paga mensalmente pela previdência social no valor de um salário mínimo para àqueles que não possuam meios de subsistência.

Pode ser dividido em Benefício Assistencial ao Idoso e em Benefício Assistencial à Pessoa com Deficiência. O abono é previsto na Lei 8.742/93 (Lei Orgânica da Assistência Social – LOAS).

Para receber os valores, as crianças e adolescentes devem cumprir alguns requisitos básicos e essenciais do programa, como:

  • Comprovar ter alguma deficiência física, mental, intelectual ou motor, ou idoso que esteja sem condições de participar plenamente na sociedade;
  • Possuir renda familiar per capita de até 1/4 do salário mínimo vigente (R$ 1.212,00) por pessoa (R$ 303,00 por pessoa);
  • Possuir nacionalidade brasileira;
  • Não receber outro benefício.

Como pedir o BPC para crianças e adolescentes?

Para conseguir aprovação desse benefício, o cidadão precisa ser inscrito no Cadastro Único (CadÚnico). Além do LOAS, o programa oferece vários outros benefícios sociais ao cidadão.

Ademais, é sugerido que o interessado busque orientação de uma profissional de Direito Previdenciário. A concessão do BPC é baseada em exames avaliativos, que muitas vezes não são considerados pelo INSS.

Confira os documentos necessários para solicitar o benefício:

  • RG;
  • CPF;
  • Documentação dos membros da família;
  • Atestados e exames médicos que comprovem a existência da deficiência;
  • Comprovante de gastos com medicamento e tratamento médico, se houver.

Estando de acordo com essas observações, será necessário agendar o atendimento no INSS através de algum dos seguintes canais do INSS:

  • Através do site Meu INSS;
  • Pelo aplicativo Meu INSS, disponível para celulares Android e iOS;
  • Pela central telefônica do INSS número 135.

Pela plataforma do INSS é possível solicitar o BPC, onde será marcado uma perícia médica que avaliará toda a documentação da criança e uma avaliação com um assistente social, chamada de perícia médica.

3.8/5 - (15 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

1 comentário
  1. Luciene Diz

    Nem sempre o benefício é concedido a quem realmente precisa. Me enquadro em todos os requisitos, e na perícia nunca me aprovam. É revoltante isso. Agente ter que ficar humilhando em busca de uma coisa que é de direito.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.