Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

INSS termina antecipação do auxílio-doença sem perícia; como receber benefício?

Durante o período de isolamento social, o INSS começou a receber atestados médicos dos segurados em formato digital por meio do portal Meu INSS pelo site ou aplicativo para celular. A pessoa que usou a plataforma para encaminhar o documento e solicitar o auxílio-doença recebeu uma antecipação de R$ 1.045, após o atestado ser validado pela perícia médica do órgão.

Os segurados tiveram até a última segunda-feira, 30 de novembro, para fazer o requerimento de antecipação do benefício. Dessa forma, o pagamento antecipado do auxílio sem perícia não pode mais ser feito.

A medida foi tomada visando acelerar a concessão do benefício dos segurados, agilizando assim o processo durante a pandemia do novo coronavírus. A antecipação não exigiu perícia médica, ou seja, bastava o segurado anexar o atestado que comprove a incapacidade temporária por motivos de doença ou até mesmo um acidente.

Saiba o que fazer com o fim da antecipação

Agora, o beneficiário que fica doente ou sofre algum acidente, por exemplo, e necessite receber o auxílio doença, será necessário passar por uma perícia médica nas agências da Previdência para receber o benefício.

Os pedidos deverão seguir a regra de antes da pandemia de coronavírus. Ou seja, os segurados deverão agendar a sua perícia por meio do portal Meu INSS ou por meio da central 135 e depois se dirigir a uma agência do INSS.

Canais de agendamento da perícia médica

  • Portal Meu INSS;
  • Ligar no 135.

O beneficiário deverá acessar o site ou o aplicativo Meu INSS. Após isso, é necessário que o segurado faça o cadastro ou informe sua senha. Após isso, basta agendar uma perícia médica. O agendamento também pode ser feito pelo telefone 135.

Adiantamento do BPC

O Benefício de Prestação Continuada (BPC) da Lei Orgânica da Assistência Social (Loas), que estava realizando a antecipação de até R$1.045, também voltará a exigir perícia médica. No BPC, o beneficiário que solicitava o benefício e comprovava a renda necessária, recebia R$ 600 de adiantamento.

No entanto, para receber o BPC integral, que paga um salário mínimo a idosos carentes e família com deficientes físicos, era necessário passar pela perícia presencial da mesma forma que no auxílio-doença. Para ter direito ao BPC, o cidadão deverá comprovar vulnerabilidade social assim como a pessoa com deficiência.

Veja também: Fim do auxílio de R$300: Governo vai liberar empréstimo de até R$ 5 mil aos beneficiários

2 Comentários
  1. Marcelo Santos Batista Diz

    Só que minha esposa mesmo não conseguiu prorrogar o benefício dela,esses canalhas do INSS manda o povo ir pra site e ficar ligando e no final ninguém resolve nada.

  2. Carlos Henrique de Araújo Diz

    Na minha cidade a agência ainda não reabriu o que devo fazer?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.