Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

INSS: Segurados conseguem multiplicar benefício com o “milagre da aposentadoria”

Com a Reforma da Previdência, o cálculo para determinar o valor do benefício dos aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi alterado. Essa mudança trouxe uma lacuna muito grande que vem permitido o reajuste do recebimento em quase 250%

Em síntese, essa medida possibilita que o valor do requerimento dos benefícios seja elevado sinteticamente. O chamado, milagre da aposentadoria, pode aumentar em algumas situações, um benefício no valor de um salário mínimo para aproximadamente R$ 3.800.

Como funciona o milagre da aposentadoria?

O “milagre” ocorre quando o trabalhador faz uma contribuição superior ao teto estabelecido pelo INSS antes de dar entrada na solicitação da aposentadoria por idade.

A possibilidade surge, pois, quando o trabalhador faz o requerimento considerando suas contribuições após o ano de 1994, ele pode recolher um valor R$ 6.433,57 (teto do INSS, atualmente) que será visto como a média do benefício.

Sendo assim, o valor das contribuições para a previdência determina o valor da aposentadoria futuramente. No entanto, uma única contribuição exacerbada pode alterar esse destino.

Levando em consideração a contribuição sobre o teto, o trabalhador consegue ter como benefício no valor de R$ 3.860,14, que chega próximo ao triplo do valor que realmente receberia sem a brecha legal, ou se estivesse se aposentando por idade após completar 65 anos.

Devido a faturação legal, o governo federal pretende editar uma Medida Provisória (MP) para acabar com essa possibilidade.

INSS com margem de 45% para o crédito consignado em 2021

Há uma proposta em trâmite na Câmara do Deputados que prevê o aumento da margem do empréstimo consignado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), de 35% para 45%. O crédito quando contratado é descontado direto da folha do benefício do segurado.

O Projeto de Lei (PL) foi criado pelo deputado Alexandre Leite, que sugere que a medida seja válida enquanto o estado de calamidade permanecer no país, decorrente a pandemia da Covid-19. O deputado justifica que, o aumento da margem do crédito consignado deve ajudar muitos beneficiários do INSS que não conseguiram se estabelecer nesse novo cenário.

“O crédito consignado, por vezes, é a única fonte financeira capaz de custear as despesas e garantir a sobrevivência”, declarou.

O PL está em caráter conclusivo na Câmara e deve ser analisado em breve pelas comissões de Seguridade Social e Família; dos Direitos da Pessoa Idosa; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Veja também: 13º salário em 2021: Confira o calendário da segunda parcela via INSS

7 Comentários
  1. Aluisio Diz

    Você procura um advogado e leva o contrato do seguro de vida do seu marido por outro lado é só ir ao banco com o atestado de óbito e a contrato do seguro e pedir o resgate

  2. Aluisio Diz

    Você procura um advogado e leva o contrato do seguro de vida do seu marido por outro lado é só ir ao banco com o atestado de óbito e a contrato do seguro e pedir o resgate

  3. IRIS RIBEIRO MARQUES Diz

    Era metalúrgica durante 20 anos, com um bom salario.
    Nesse percurso tive uma doença invisível chamada depressão, tomando medicamentos fortes, não dormia, por causa da doença. Não consegui afastamento. Não
    suportando mais tal situação me demite, causando grande prejuízo a mim e minha família pois era única provedora. Fiquei sem trabalho e doente. Continuei. pagando INSS e em 1994 me aposentei por contri buição. Será que tenho algum direito a receber ou vou
    mais uma vez ser punida.?

  4. Jose Maria Pinheiro da Silva Diz

    D. Ivanise – Se a senhora tiver alguns indicios sobre o segura, a senhora como viuva e inventariante podera entrar na justica pedindo que a caixa exiba a Apolice do Seguro em nome do falecido, daí em diante se torna razoavelmente tranquilo para solucionar o problema.

  5. Maria Cristina Fernandes Rodrigues Diz

    Sou aposentada por invalidez desde 2007, já atualizei em 2012 no artigo 29 da constituição. Gostaria de saber se tenho algum direito que encaixa na minha aposentadoria.

  6. Norma Pless Diz

    Sempre ganhei mais que um salário minimo, no fim desempregada, paguei INSS o menor valor. Me aposentei com um salário mínimo. Tenho q pedir revisão da vida toda ou receberei sem precisar contestar. Comecei a trabalhar em 1979, esse tempo está perdido? Caso eu peça, vão cancelar minha aposentadoria até ser resolvido? Não posso ficar sem ela não tenho outra renda.

  7. Ivanise Figueiredo Costa Diz

    Eu sou viúva o meu esposo deixa um seguro que até hoje eu não descobri ei você está nessa Caixa econômica federal se alguém souber me procura no meu telefone 8841-9410 pois o nome dele é Ivanildo Luciano da Silva gostaria que a caixa impressa em contato comigo casa saiba desse seguro por favor tô precisando muito

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.