Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Morre idoso que foi fazer prova de vida do INSS de maca no Piauí

O idoso de 80 anos de idade que teve que fazer a prova de vida de maca no Piauí, faleceu nesta segunda-feira (14), na cidade de Piripiri, a 163 km de Teresina. Ele acabou ganhando as redes sociais justamente pelas imagens que circularam nas redes sociais a partir de então.

De acordo com informações de familiares do homem, o procedimento aconteceu ainda no último dia 4 de junho. Esses parentes informaram que esse beneficiário sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) há cerca de um ano e meio. De lá para cá, ele quase não estava conseguindo se mover.

Por isso, a família não conseguiu levá-lo para o local nem com o auxílio de uma cadeira de rodas. Um dos parentes do homem disse que entrou em contato com o Banco do Brasil para tentar realizar a prova de vida sem que a família tivesse que levá-lo para o lugar da procedimento.

No entanto, de acordo com esse familiar, isso acabou não acontecendo. Dessa forma, os familiares tiveram que levar o idoso para o banco. Eles disseram que a agência ofereceu uma ambulância para levar o beneficiário, mas chegando lá ele teve que chegar no local de maca.

Foto: Acervo da Família

Nas redes sociais, muita gente criticou a postura do banco por supostamente exigir a presença deste senhor para fazer o procedimento. “Fazer prova de vida de um idoso acamado durante uma pandemia? Não teria um funcionário capacitado para ir na casa do idoso neste caso específico?”, questionaram os familiares em entrevista para veículos de imprensa do local.

Versão do banco

O Banco do Brasil deu uma versão diferente para essa história. De acordo com os gerentes, ninguém da família chegou a entrar em contato com a agência. Eles disseram ainda que se soubessem da situação teriam dado uma solução diferente para todo esse caso.

“O Banco do Brasil informa que não prestou qualquer tipo de orientação para que a prova de vida, no caso do senhor de 80 anos de Piripiri, fosse realizada em alguma de suas agências. O beneficiário foi levado à agência do BB sem contato prévio e orientação sobre como realizar a prova de vida para pessoas acamadas”, disse o banco.

“O Banco ressalta que a prova de vida foi realizada logo após o atendimento em Piripiri  ser avisado da presença do beneficiário em frente à agência”, completaram os gerentes em nota. A família nega que essa foi a ordem dos fatos nesta caso do Piauí.

O banco disse ainda que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) oferece a opção de uma prova de vida domiciliar. Nesse caso, ainda de acordo com a agência, as pessoas podem agendar uma visita dos técnicos bancários para a realização do processo em questão.

Prova de vida

Vale lembrar que desde o início deste mês, o INSS voltou com a obrigatoriedade da realização da prova de vida. Então as pessoas que não fizeram esse procedimento desde o último mês de março de 2020 precisam fazer de novo agora. Para isso, o Instituto criou um novo calendário.

De qualquer forma, o beneficiário não precisa esperar o seu mês de limite para fazer a sua prova de vida. Na verdade, os agentes do INSS esperam que as pessoas realizem esse processo o quanto antes. Vale lembrar que é importante usar máscara e álcool em gel ao sair de casa. Mesmo que o idoso tenha tomado a vacina contra a Covid-19.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.