Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Governo vai pagar parcelas retroativas do auxílio emergencial de 2020

O Ministério da Cidadania informou que o Governo Federal vai distribuir parcelas retroativas da prorrogação do auxílio emergencial de 2020 para mais de 34 mil beneficiários. A possibilidade surgiu visando a diminuição dos processos judiciais contra o programa, diante um pedido do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e da Defensoria Pública da União (DPU).

Para esses novos pagamentos, serão investidos cerca de R$ 46,07 milhões. No ano passado, a extensão do programa ocorria entre setembro e dezembro, com pagamentos no valor de R$ 300 e R$ 600 (duas cotas para mães chefes de família). Porém, muitos beneficiários que recebiam o auxílio em sua vigência regular ficaram de fora da prorrogação.

Desta forma, conforme a nota divulgada pelo Ministério da Cidadania, os brasileiros considerados elegíveis poderão receber até quatro parcelas de uma só vez nesta terça-feira (22). O valor máximo chega a R$ 2.400, sendo possível o saque e transferência no mesmo dia do depósito.

“Os acordos com outras instituições públicas são fundamentais no atendimento a todos aqueles que têm direito ao Auxílio Emergencial, na transparência do processo e no combate a fraudes. A parceria com o CNJ e a DPU evita a judicialização, dando agilidade às concessões do benefício”, disse João Roma, ministro da Cidadania.

Direito ao auxílio emergencial em 2021

Em 2020, a prorrogação do auxílio emergencial era destinada aos beneficiários que já recebiam o benefício anteriormente e que continuaram elegíveis aos critérios estabelecidos pela Medida Provisória (MP) nº 1.000, divulgada no dia 2 de setembro de 2020.

Os 34.629 contemplados pelas parcelas retroativas da extensão do programa ainda terão suas informações analisadas para verificar se possuem direito ao novo auxílio emergencial.

Só no ano passado, o auxílio atendeu mais de 68 milhões de pessoas, equivalente a 30% da população brasileira. O custo total do programa atingiu R$ 295 bilhões, distribuídos em nove parcelas aos cidadãos inscritos no Bolsa Família e CadÚnico, além dos microempreendedores individuais, trabalhadores informais e contribuintes individuais do INSS.

Veja também: Modificação concederia mais de R$ 3000 de Auxílio Emergencial a pais solteiros 

5 Comentários
  1. pedro Diz

    muito bom seu site gostei muito do seu conteúdo.Vou passar mais vezes para ver as atualizações.abraço para vcs.

  2. Alice martins Diz

    Sobre o retrocesso do auxílio 2020 para quem teve as quatros parcelas da extensão negada,é fake esse conteúdo, tão fake pq o nome do ministro da Cidadania é Onix Lorenzoni e não João Roma.Vergonha de gente que inventa história só pra ganhar ibope.

  3. Luzia aparecida Brustolin Diz

    e cortou r meu auxílio emergencial . Ano passado eu recebi esse ano cortou nada mudou.tou ainda dese.pregada mandando curiculo tá deficio não sei se e pela minha idade.e o auxílio ajudava até aparecer alguma coisa

  4. Sandra Regina Reis de Santana Diz

    Eu fui aprovada no auxílio de 2020 e não sabia porque fiquei sem celular só consegui saber que tinha sido aprovada há 20 dias fui há caixa econômica saber se eu ainda poderia sacar o dinheiro mais fui informada que o meu benefício foi recolhido eu estou desempregada e estou passando necessidade e morando de favor na casa de uma amiga

  5. José Cícero viveiros da silva Diz

    Dês de 2020 que venho tentando sacar meu auxílio, mais até agora não recebi nenhum centavos e fui banido do sistema! Estou desempregado e morando de favor pois até o aluguel de onde eu morava não pude pagar e por isso tive que entregar o imóvel! Sou taxista e estou sem carro para trabalhar pelo o simples fato de eu ser auxiliar. Dês de já deixo o meu lamento. José Cícero viveiros da silva.

  6. João da Cruz Gomes Diz

    Rua Inácio raposo 307
    Bairro São Francisco
    Pedreiras, MARANHÃO
    Cep,65725000

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.